‘Midsommar – O Mal Não Espera a Noite’: 5 motivos para ver o filme | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Duplo Eu  Resenha: Confissões do Crematório, de Caitlin Doughty  Resenha: O Cemitério, de Stephen King
Semana do Consumidor Amazon | Livros

‘Midsommar – O Mal Não Espera a Noite’: 5 motivos para ver o filme

Ari Aster 18 de setembro de 2019 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Midsommar – O Mal Não Espera a Noite: 5 motivos para ver o filme | Cinema

Depois de Hereditário, o diretor Ari Aster está de volta com um longa ainda mais assustador (na minha humilde opinião). Midsommar – O Mal Não Espera a Noite chega aos cinemas nesta semana, e trouxe aqui 5 motivos para ver o filme.

SINOPSE

Dani (Florence Pugh) e Christian (Jack Reynor) são um jovem casal americano cuja relação está a ponto de ruir. Porém, uma tragédia na vida da garota os mantém juntos, e ela embarca com o namorado e os amigos dele em uma viagem para a Suécia, para uma pequena comunidade em um lugar remoto. Lá, eles são convidados a participar das festividades do solstício de verão. No entanto, não demora para que as celebrações adquiram um tom perturbador.

5 MOTIVOS PARA VER

1. Em Midsommar, Ari Aster traz um terror psicológico como poucos vistos recentemente. A Vila encontra o sangue frio de Lars von Trier e voilà, eis o clima do longa. Esqueça os jump scares e os sustos gratuitos. Aqui, tudo gira em torno do estranhamento, da sensação de incômodo, de que há algo muito errado rolando e não se sabe exatamente o que é.

Midsommar – O Mal Não Espera a Noite: 5 motivos para ver o filme | Cinema

2. A ação acontece totalmente à luz do dia, sob um céu límpido e em meio a uma paisagem bucólica. Tudo é feito no coletivo; raramente alguém se encontra sozinho. Mas não se engane: nesse vilarejo de construções de madeira com pinturas delicadas, repleto de flores e habitantes que emanam paz e cumplicidade, o terror ganha um aspecto ainda mais sinistro.

O clima de tensão vai sendo construído pouco a pouco, com a ajuda de uma trilha sonora bem colocada. É quase como um sufocar progressivo, a ponto de um local ermo e completamente aberto se tornar claustrofóbico. Ah, não se assuste diante das quase 3 horas de filme: o ritmo e as camadas de tensão fazem passar rapidinho.

Midsommar – O Mal Não Espera a Noite: 5 motivos para ver o filme | Cinema

3. Dá para enxergar no filme toda uma metáfora para os relacionamentos. O deslumbramento do início dá lugar a baques cada vez mais violentos; enquanto o exterior segue belo, a podridão vai tomando o interior na forma de descobertas nada agradáveis, levando ao distanciamento e ao fim derradeiro.

4. A trama vem recheada de rituais e cultos pagãos, mas, diferentemente de grande parte dos filmes de terror a que estamos acostumados, aqui essas práticas não estão associadas a tribos africanas e culturas de lugares exóticos, mas a crenças pagãs europeias.

Midsommar – O Mal Não Espera a Noite: 5 motivos para ver o filme | Cinema

5. Este é um filme que requer estômago. Foram poucos os longas que me fizeram querer desviar os olhos da tela; Midsommar foi um deles. E isso é um aspecto superpositivo quando o assunto é filme de terror, precisamos concordar. Portanto, pode ir se preparando para visões repulsivas, cheias de um significado bizarro e perfeitamente verossímil – o que torna tudo bastante creepy.

TRAILER E INFOS




Midsommar – O Mal Não Espera a Noite (Midsommar) – 147 min.
EUA, Suécia, Hungria | 2019
Direção: Ari Aster
Roteiro: Ari Aster
Elenco: Florence Pugh, Jack Reynor, Vilhelm Blomgren, Will Poulter, William Jackson Harper, Ellora Torchia, Archie Madekwe, Isabelle Grill

Estreia: 19 de setembro

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 9 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

Nenhum comentário

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Editoras Parceiras