Livro Lab Livro Lab | Livros e muito mais experiências!
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Série Anne: Todos os livros e todas as edições  Resenha: Anne da Ilha  Vi o filme e ainda não li o livro
Semana do Consumidor Amazon | Livros

Depois a Louca Sou Eu: filme baseado no livro de Tati Bernardi traz uma millennial em batalha diária consigo mesma

Cinema brasileiro 25 de fevereiro de 2021 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Depois a Louca Sou Eu: filme baseado no livro de Tati Bernardi traz uma millennial em batalha diária consigo mesma

Se eu fosse falar para você assistir a um filme esta semana, eu diria: veja Depois a Louca Sou Eu, e então me diz se não era tudo o que você precisava ver neste momento.

Com direção de Julia Rezende e protagonizado por Débora Falabella, Depois a Louca Sou Eu é uma comédia dramática que conversa diretamente com a geração millennial, que tem a ansiedade como constante “companheira”.

O filme estreou hoje nos cinemas e, de coração, eu recomendo muito!

Damas da Lua: o arrebatador livro de Jokha Alharthi, a primeira autora de língua árabe a ganhar o Man Booker International Prize | Resenha

Jokha Alharthi 23 de fevereiro de 2021 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Damas da Lua: muito mais que uma história de amores fracassados | Resenha

Uma das minhas últimas leituras de 2020 foi Damas da Lua, da autora omani Jokha Alharthi, e o que encontrei não foi menos que arrebatador. O livro rendeu à autora o Man Booker International Prize em 2019 – foi a primeira escritora mulher de língua árabe a vencer o prêmio –, e a edição brasileira teve tradução direto do árabe pela professora, pesquisadora e tradutora premiada Safa Jubran.

A história se passa no vilarejo de Alawafi, em Omã, onde acompanhamos três irmãs (Mayya, Assmá e Khawla) e suas decepções, esperanças, a vida familiar, suas dores amorosas e conjugais.

Notre Dame: 5 motivos para ver o filme francês delicinha da vez!

Cinema francês 11 de fevereiro de 2021 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Notre Dame: 5 motivos para ver o filme francês delicinha da vez!

Como uma história sobre um fracasso pode ser, acima de tudo, uma narrativa inspiradora e que emana vitória?

A comédia francesa Notre Dame, da cineasta e atriz Valérie Donzelli (que também protagoniza o filme), responde à pergunta acima e encanta o espectador de um jeitinho único.

O longa estreia hoje nos cinemas! Eu já tive a chance de conferir e vim aqui trazer 5 motivos para assistir – seguindo todas as medidas de segurança, claro!

Marcas de Nascença: Arnon Grunberg é tapa na cara mesmo! | Resenha

Arnon Grunberg 5 de fevereiro de 2021 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Marcas de Nascença: Arnon Grunberg é tapa na cara mesmo! | Resenha

Qual o peso das marcas de nascença na vida de uma pessoa? É nisso que Arnon Grunberg vai se debruçar em seu livro Marcas de Nascença.

Otto Kadoke tem sua vida resumida ao trabalho como psiquiatra no serviço emergencial e às visitas à mãe idosa. Solitário, sem filhos e na meia-idade, vê sua vida tomar um rumo inesperado quando, após um delicado episódio envolvendo uma das cuidadoras nepalesas da mãe, tem de retornar à casa materna e se ocupar dos cuidados dela.

Uma relação confusa e doentia entre mãe e filho nos é revelada, acrescida do sentimento de culpa experimentado pelo protagonista e de sua dificuldade em lidar com a morte. Aliás, não bastasse todo o momento complicado que está vivendo, Kadoke ainda toma umas decisões e atitudes bem disparatadas.

Live: Ouça a Canção do Vento & Pinball, 1973 | #LendoMurakamiEm2021

#LendoMurakamiEm2021 25 de janeiro de 2021 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Live: Ouça a Canção do Vento & Pinball, 1973 | #LendoMurakamiEm2021

Chegou a hora, Murakalovers! A primeira live do projeto #LendoMurakamiEm2021 já tem data marcada!

Vamos bater um papo e dividir nossas impressões sobre a nossa primeira leitura: Ouça a Canção do Vento & Pinball, 1973 – livro que traz as duas primeiras novelas do Haruki Murakami, ou, como ele mesmo chama, seus “romances de mesa de cozinha”.

Tudo de bom vai acontecer: a nigeriana Sefi Atta nos presenteia com um livro repleto de imensidões | Resenha

Guerra de Biafra 20 de janeiro de 2021 Aline T.K.M. 2 comentários

Tudo de bom vai acontecer: a nigeriana Sefi Atta nos presenteia com um livro repleto de imensidões | Resenha

Tudo de Bom Vai Acontecer é o romance de estreia da autora nigeriana Sefi Atta, publicado originalmente em 2005 e que esteve na caixinha de setembro passado da TAG Curadoria, além de ter sido publicado pela editora Record em 2013.

Na cidade nigeriana de Lagos, de 1971 até meados da década de 1990, acompanhamos a trajetória de Enitan, uma garota que cresceu em um meio privilegiado e que, ao longo da juventude, vai descobrir não apenas a realidade do próprio país – que sofre as consequências da Guerra de Biafra –, como também os próprios privilégios e sua luta em meio a uma sociedade machista e opressora.

Além disso, sua amizade com a vizinha, Sheri, nos mostra como duas meninas da mesma idade e que vivem tão perto uma da outra terão experiências bem diferentes do que é ser mulher naquela sociedade.

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros