Comida de Rua – O melhor da baixa gastronomia paulistana [Bianca Paulino Chaer] #resenha | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

Comida de Rua – O melhor da baixa gastronomia paulistana [Bianca Paulino Chaer] #resenha

Alaúde 3 de agosto de 2015 Aline T.K.M. 8 COMENTÁRIOS


Comida é um tema que sempre rende bons livros. E é também um assunto que eu adoro – tentem imaginar minha empolgação quando coloquei as mãos neste guia.

Nesses tempos em que novos food trucks pipocam a cada dia, Comida de Rua é um convite irrecusável a desbravar ruas e feiras gastronômicas, e a saber aonde ir e o que experimentar primeiro dentre tantas opções de comidinhas.

Mas não espere encontrar um guia comum e impessoal, com apenas aquelas informações básicas sobre menu, localização e preço. Aqui, a autora nos aproxima das pessoas que estão por trás da comida, da história de cada uma das barracas e food trucks por ela recomendados. Desde a vontade de se unir com amigos e se lançar em um novo negócio até as barraquinhas que foram herdadas, com suas receitas de família; as histórias são muitas em Comida de Rua e só elas já nos fazem querer conhecer cada lugarzinho listado no livro.



Só que claro que a estrela é a comida! Os detalhes nas descrições do preparo e dos ingredientes dos pratos, e também as fotos, deixam o leitor com água na boca. Vocês verão que é impossível chegar ao fim do livro sem ter feito uma listinha – listona! – dos lugares e comidas que temos de provar!



O legal é que tem opção para todo gosto – e para todo bolso. Dá para comer na rua gastando pouco, mas não é raro achar pratos com preço quase de restaurante. Opções de sabores é o que não falta: tem hambúrguer, tapioca e massa, mas também tem cheesesteak da Filadélfia, carne seca com purê de abóbora, arroz de frutos do mar. Comida paraense, árabe, japonesa e até boliviana, mas sem esquecer do hot-dog, do sanduíche de pernil e do pastel. Tem doces, sucos, milk-shakes e até café! Aqui a gente encontra desde pratos mais simples até os mais gourmetizados. E tem até doce com poema, combinação deliciosa, por que não?

O livro é estruturado de forma interessante e coerente, trazendo as indicações divididas em blocos ou capítulos. Tem os favoritos da autora, os clássicos da comida de rua do Brasil e do mundo, outras opções e mais delícias, como doces e bebidas.



Além das comidinhas apetitosas das barracas, banquinhas e food trucks, o livro também conta com uma breve introdução à história da comida de rua em São Paulo, marcada pelo preconceito da própria população e pela burocracia. Um breve e descontraído manual de etiqueta e um guia de sobrevivência também estão presentes, trazendo à tona tópicos que a gente já sabe mas que valem ser lembrados. E, claro, não podia faltar uma lista com as principais festas típicas, feiras tradicionais e eventos gastronômicos de São Paulo, lugares onde se pode provar uma boa comida de rua e curtir a cidade.



Desmistificando a ideia – ainda comum antes da onda dos food trucks – de que comida de rua é de qualidade inferior ou apenas um lanchinho qualquer para matar a fome, Comida de Rua – O melhor da baixa gastronomia paulistana é um pequeno mapa do tesouro para moradores e também para turistas, para a galera empolgada com os tantos food parks que têm invadido São Paulo e, principalmente, para os entusiastas de uma boa comida e que adoram experimentar coisas novas.

LEIA PORQUE...
Comida de rua é uma delícia e hoje, mais do que nunca, são tantas as opções e variedades que um guia como esse veio em boa hora. Sempre vale a pena provar algo novo, e com a compilação de lugares e comidas que temos no livro dá para fazer uma escolha mais certeira.

DA EXPERIÊNCIA...
Como assim tem uma banquinha de doces e uma barraca de comida árabe imperdíveis na feirinha de Moema, na pracinha da igreja?! Preciso dar um pulo na Benedito Calixto para comer isso! Juro, estas foram minhas exclamações mentais durante toda a leitura.

Mas o mais surpreendente foi que eu nunca tinha ido à feirinha da Liberdade que rola todos os domingos, e no livro vi que a barraca do guioza é realmente tradicional, conhecidíssima e obrigatória - já tinha ouvido falar antes, mas confesso que nunca liguei muito. Não deu outra: tive que conhecer a feirinha e comer do famoso guioza e também do pão chinês que eles fazem na barraca. Amei! Sem falar que dei uma olhadinha rápida na feira e numas lojinhas, e voltei para casa com aqueles biscoitinhos do coala e uma colher de pau nova.

FEZ PENSAR EM...
...o que vou fazer no fim de semana? Ainda quero provar vários desses lugares que vi no livro e já estou me programando.

QUANTO VALE?

Título: Comida de Rua – O melhor da baixa gastronomia paulistana
Autor(a): Bianca Paulino Chaer
Fotografias: Renato Leite Ribeiro
Editora: Alaúde
Edição: 2015
Ano da obra: 2015
Páginas: 248
Onde comprar: Submarino | Fnac | Livraria da Folha | Amazon (livro físico)

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

8 COMENTÁRIOS

  1. Amo comida de rua, alias é só colocar os pés para fora de casa que eu já quero procurar um lugar bacana pra comer xD....Achei válida a ideia de um livro indicando os melhores lugares para degustar. Só de olhar essas imagens já me deixa com água na boca xD

    Beijos, Pri
    vintagepri.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro experimentar comidinhas novas - aliás, sair para comer é um dos meus programas preferidos - então pensa em como achei divertidíssimo devorar esse livro! Beijos!

      Excluir
  2. Eu moro em Porto Alegre, mas só de ver essas fotos maravilhosas do livro me deu vontade de duas coisas:
    1. ir pra São Paulo;
    2. procurar ou fazer um livro desses pra PoA.

    QUE COISA MARAVILHOSA ISSO, gente! ♥

    Beijo! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, pois é, achei esse livro uma sacada e tanto, e realmente necessário - hoje tem tanta opção incrível de comida de rua que a gente fica mesmo perdido. Também sou a favor de ter um guia desse para cada capital, e eu iria adorar desbravar várias cidades e ir provando das comidinhas de rua mais gostosas. ^^ Beijos!

      Excluir
  3. Já fiquei com fome só de ver as fotos. Adoro guias culinários

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gastronomia é um tema que me interessa sempre! Amo literatura, mas por incrível que pareça a seção de culinária/gastronomia é onde eu passo mais tempo nas livrarias hehehe, amo ficar vendo as fotos e, além dos guias, também adoro livros de receitas. Beijos!

      Excluir
  4. Olá,
    Seu post não me fez bem, agora estou com muita fome hahahah. O livro parece interessante, ainda não tinha visto.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha te entendo muito! Foi difícil ler esse livro e não ficar com vontade de experimentar na hora (pior que eu só pegava para ler à noite, logo antes de dormir, mas a fome/gula vinha do mesmo jeito rsrsrs). Se você mora em Sampa, é um livro obrigatório na estante! Bjs!!

      Excluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros