5 motivos para ler Martin Page | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Leituras mais recentes – parte 1: thrillers e Meus 15 Anos  3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta
Leituras de abril

5 motivos para ler Martin Page

5 motivos para ler 24 de agosto de 2013 Aline T.K.M. 21 COMENTÁRIOS

MARTIN PAGE nasceu em 1975 e cresceu no subúrbio sul de Paris. Amante das artes desde jovem, seus estudos universitários percorreram domínios diversos, porém sem fincar raízes em nenhum deles. Direito, Sociologia, Linguística, Psicologia, Filosofia, História da Arte e Antropologia foram cursos que Martin Page iniciou e frequentou durante algum tempo.

Martin Page é um dos escritores franceses da chamada “nova geração” que mais têm se destacado no cenário internacional. Sua predileção pelas grandes cidades – principalmente Paris – é uma característica que encontramos também em seus personagens, muitos deles apaixonados pela capital francesa.

Além de ser simplesmente um dos meus escritores favoritos, trouxe aqui 5 dos milhares de motivos para ler o cara:

1. Seus personagens são tão excêntricos que chegam a ser adoráveis! A fixação por se tornar um idiota, fumar através de um respirador artificial para se lembrar dos pais já falecidos, ou o fato de não se lembrar da existência de um relacionamento ao levar um pé na bunda da dita-cuja pelo telefone... Pode até ser que não sejam os mais excêntricos de todo o universo, mas, ainda assim, os seres "pageanos" são únicos em suas peculiaridades.

Capa do lindo "A libélula dos seus oito anos"
2. Page é fã declarado do escritor brasileiro Caio Fernando Abreu. Inclusive, em 2009 participou (também como editor) de uma coletânea francesa de prefácios – Collection irraisonnée de préfaces à des livres fétiches, éditions Intervalles – com um texto em que fala do livro Pequenas Epifanias.

3. A narrativa do autor transborda sarcasmo. Tiradinhas ácidas e críticas comicamente impiedosas dão o tom dos textos e um colorido especial aos já atraentes enredos; acrescenta-se aí uma bela dose de pessimismo, uma tendência incontornável ao fracasso. Eis então uma delícia de leitura! Mas atenção: é do tipo "ame ou odeie".
Sabe aquela historinha semipronta, só botar no forno e já é? Pois então, NÃO espere encontrar dessas nos livros do Page. Inseridos em enredos tragicômicos, os personagens dão voltas imensas, muitas vezes para encontrarem "apenas" a si mesmos. E o final, bem, só vai decepcionar os que esperam desfechos perfeitamente felizes, estilo receitinha de bolo...

4. O best-seller Como me tornei estúpido foi adaptado para o teatro aqui no Brasil por Fernando Bonassi em 2007, com direção de Beth Lopes. O curioso foi que o próprio Martin Page assistiu à peça quando esteve por aqui; como não fala português, ele achou ótimo o fato de se desconectar do texto e focar a atenção na direção e nos atores.
Como me tornei estúpido teve também adaptação teatral na França, além de uma adaptação para o cinema realizada no Canadá por Marc Labrèche.

5. O escritor não se restringe aos romances; sua bibliografia também conta com vários títulos infantis, nos quais exerce ainda mais o seu potencial imaginativo e fantasioso. Ainda, Page publicou em 2012 uma história em quadrinhos para adultos, chamada Le banc de touche (infelizmente sem edição brasileira).
Uma curiosidade é que, no ano passado, ele publicou um livro sob o pseudônimo Pit Agarmen – anagrama de Martin Page –, e também usou esse pseudônimo para manter um blog de mesmo título.

PRINCIPAIS OBRAS:
Como me tornei estúpido (2001)
Une parfaite journée parfaite (2002), ainda não lançado no Brasil
A libélula dos seus oito anos (2003)
A gente se acostuma com o fim do mundo (2005)
Talvez uma história de amor (2008)
La disparition de Paris et sa renaissance en Afrique (2010), ainda não lançado no Brasil
L’apiculture selon Samuel Beckett (2013), ainda não lançado no Brasil

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

21 COMENTÁRIOS

  1. Nunca li nada do autor :(
    mas é bom ter uma dicação, até deixei o post como favorito para procurar depois.

    Beijinhos ♥ ♥
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helanaaa, eu amei tudo o que já li do Martin Page! Recomendo a quem quer que seja hihihi. Um beijo!

      Excluir
  2. Oi Aline. pelo visto você é uma grande fã do autor. rs. Tenho curiosidade de conhecer a literatura diversa (de outros países como o Francês). Vou ficar atento para encontrar um livro desse autor e iniciar a leitura, pelos motivos que você deu parece uma ótima dica :) Que livro você indicaria para começar? Abraço.

    ::De Frente com os Livros::

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clóvis, é, sou fã dele sim e seria inútil disfarçar hahahah. Olha, sou suspeita para falar, porque gosto demais da literatura francesa contemporânea, apesar de não conhecer taaantos nomes assim.
      Para começar, eu indicaria "Como me tornei estúpido". O primeiro livro que li dele (e que fez com que me apaixonasse por sua escrita) foi "A libélula dos seus oito anos", então recomendo ele também.

      Excluir
  3. Oiee, não li nada desse escritor, mas depois do teus motivos, irei ver se consigo algum livro, quero muito!
    http://cantinhodamahxd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sensacional o post. Não li nada dele por enquanto, mas não vejo a hora de começar A gente se acostuma com o fim do mundo (presentinho lindo que ganhei aqui HAHAHAHA).

    Fiquei curioso com os infantis dele.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe curta muitooo o presentinho!!! ^^ E me diz depois o que achou! Como eu disse, Martin Page é "ame ou odeie", então quero saber sua opinião sincera!
      Sobre os infantis, sabe que eu tenho a maior curiosidade também. Mesmo quando morei na França, não me lembro de ter visto os infantis (e nem me lembro de tê-los procurado, vacilo meu).

      Excluir
  5. Ainda não li nenhum dos livros do autor, mas posso afirmar que pelas características que indicou dele posso começar a procurar seus livros que tem tudo para serem excelentes.
    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da postagem, não conhecia muito ainda sobre o autor.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline,
    Eu não conhecia o autor, mas eis aí uma excelente dica.
    O nome de Martin Page já está anotado. Bom saber que ele curte o Caio F. sinal de que ele tem o bom gosto.
    Os títulos são bem excêntricos também, adorei.
    Beijos
    Cooltural

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anote e leia, tenho quase certeza que é um autor que vai te surpreender. Eu gosto de títulos meio "o que devo esperar desse livro???" e os dele são todos assim! Um beijão.

      Excluir
  8. Tenho vontade de ler "Como me tornei estúpido" só por causa do título, porque nem sei do que se trata oO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mareska, "Como me tornei estúpido" é um livro e tanto, e o título é mesmo beeem curioso. Dá uma olhadinha no review dele aqui no blog, o enredo do livro é mais curioso que o título hehe.

      Excluir
  9. Oi Aline! Conheci seu blog quase agora, mas já estou adorando e lendo várias postagens!
    Li todas as suas resenhas dos livros do Page e mesmo sem ter lido nenhum livro em si, já estou apaixonada pelo cara! As histórias dele me parecem ter um que de Amélie Poulan, fugindo do óbvio, o que pra mim é ótimo. Meu dedo tá coçando pra não sair adicionando ele como autor favorito no skoob, hahaahaha
    Pra isso eu tenho que ler algum livro primeiro né! Você recomenda começar por algum em especial?

    Bjs! http://nasquartasusamosrosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana!! Sou MUITO suspeita para falar, já que adoro o autor, mas Martin Page é incrível, e tem sim algumas características que encontramos em Amélie Poulain (o inusitado, certa excentricidade).
      Leia sim algo dele!!! Recomendaria "Como me tornei estúpido" ou "A libélula dos seus oito anos" para começar. Um beijo!!!

      Excluir
  10. =) Ótimo saber que não sou a única apaixonada pelo Martin Page (adoro fazer sotaque ao falar Martan Páhge hahaha)
    O meu preferido é "A gente se acostuma com o fim do mundo", ainda que eu realmente ame todos! Tô é carente de Page... Acabei aqui justo enquanto procurava informações sobre novas publicações aqui no Brasil. Pena que ainda estejamos empacados nos mesmo 4 de dois ou três anos atrás...
    Bem, gostei do texto!
    Abraços,
    Camilla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha eu também falo "Martan Pahge". Meu preferido de todos é o "A libélula dos seus oito anos", que foi o primeiro que li dele. Pois é, os últimos lançamentos só estão disponíveis em francês mesmo (não sei se em inglês também). E sei também que ele lançou um romance com temática apocalíptica (zumbis, etc) sob o pseudônimo de Pit Agarmen.

      Excluir
  11. Já li tudo do Martin Page e adorei de forma variada cada obra do autor. Meu preferido é A Gente se Acostuma com o Fim do Mundo. Sua produção é heterogênea, os primeiros livros (como tornei-me estupido e a gente se acostuma....) são excelentes. Os demais nem tanto, mas ainda são bons.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu adoooro demais os livros dele! Gostei muito de Como me tornei estúpido e A libélula dos seus oito anos, especialmente, mas também curti os demais, alguns mais, mas como você disse, todos são muito bons. Achei especialmente bom A Noite Devorou o Mundo. Aliás, preciso atualizar a parte das obras dele aqui neste post...

      Excluir
  12. Oi Aline, eu sei que o post é antigo mas eu amo Martin Page, já li como me torneir estúpido e a noite devorou o mundo, qual você aconselha pra ler em seguida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro! Ah, Martin Page é um dos meus favoritos da vida! Olha, leia A Libélula dos seus Oito Anos, foi o primeiro livro que li dele e foi o que fez com que me apaixonasse completamente pela escrita do Page. =)

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros