3 livros para levar na mala do intercâmbio | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

3 livros para levar na mala do intercâmbio

Intercâmbio 31 de janeiro de 2013 Aline T.K.M. 11 COMENTÁRIOS

Há exatos 3 anos, eu começava os preparativos para o meu primeiro intercâmbio. Parti 3 meses depois, com vários livros na bagagem, escolhidos ao acaso. O único que entrou na mala de propósito foi Dublinenses, do Joyce (review aqui), porque uma vez embarcando rumo a Dublin, achei boa ideia ler uma obra irlandesa que se passasse na minha cidade de destino.

Aqui, porém, resolvi indicar três livros cujo enredo inspira (e muito) aqueles que estão partindo em intercâmbio. Situações que podem acontecer durante a jornada, personagens com muito a ensinar e a aprender, descobertas e autoconhecimento. Enfim, estes títulos podem vir a ser ótimos companheiros de aventura.

Para quem não tem planos de intercâmbio, tais livros ainda podem inspirar e contar muita coisa, já que, independentemente de sair ou não do país, todo mundo passa por mudanças e se vê obrigado a enfrentar o novo em algum momento da vida.


ANNA E O BEIJO FRANCÊS, de Stephanie Perkins
Estar a milhares de quilômetros de casa e se apaixonar não só é uma ideia cheia de romantismo, como é sim algo que pode acontecer – e acontece – de verdade. Anna e o Beijo Francês traz todo esse clima de estudar no exterior (Paris... tem cenário mais perfeito?), as novidades e a questão da adaptação, além de um garoto considerado irresistível que se apaixona pela protagonista. Eis um livro que é presença obrigatória na mala de toda intercambista, principalmente as solteiras. Vale também para quem for mudar de cidade, de escola, ou simplesmente passar férias longe de casa. Porque, é fato, o coração bate mais forte quando menos se espera. E aquela aventura sazonal pode surpreender e acabar virando algo mais sério... Review aqui.


A TRAMA DO CASAMENTO, de Jeffrey Eugenides
Não é a primeira vez que falo deste livro. Citei-o há pouco como uma das melhores leituras de 2012 e não é para menos. Perfeito para todo e qualquer intercambista, A trama do casamento fala daquelas incertezas pós-faculdade, da necessidade de conhecer a essência de si mesmo, e também do amor. São assuntos que geralmente povoam a cabeça de quem está pensando ou está prestes a passar uma temporada fora. Aliás, uma parte do livro é dedicada à mochilagem de um dos personagens por vários países. Imperdível! Review aqui.


UM MUNDO BRILHANTE, de T. Greenwood
Talvez haja quem se oponha totalmente à ideia de colocar um livro como Um Mundo Brilhante na mala de intercâmbio. Admito que não é o enredo mais otimista de todos, e por isso mesmo considero-o adequado para o período de intercâmbio – um período de transformações intensas e escolhas. Um Mundo Brilhante trata de escolhas e consequências, e também do medo de se lançar rumo ao desconhecido. O protagonista, no fundo, deseja seguir um caminho que representaria uma mudança radical em sua vida, mas o receio de fazê-lo e o estado de acomodação em que vive são as barreiras mais difíceis de ultrapassar. Ser um intercambista é, antes de tudo, superar medos e abraçar descobertas. É ser totalmente responsável pelas próprias escolhas. Portanto, Um Mundo Brilhante é uma leitura bem interessante para quem está vivendo essa fase. Review aqui.


Escrevendo este post, percebi como vários livros trazem situações e personagens que têm estreita relação com o universo interno e externo de quem fez, está fazendo ou fará em breve um intercâmbio. Gostei tanto de falar sobre isso (mesmo que tenha sido em dose extremamente homeopática) que provavelmente o farei novamente.

Mas, e vocês? Já tiveram alguma experiência de intercâmbio?

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

11 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Aline!

    Amei Anna e o Beijo Francês e Um Mundo Brilhantes, mas de formas bem diferentes.

    Um só me fez sorrir e o outro me fez sentir um aperto no peito. São livros ótimos em qualquer canto do mundo! rsrs

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu não gostei de Anna e o Beijo Francês? rsrs acho que sou uma alienígena, pq todo mundo gostaaa rsrs

    Bjokas
    Samy
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, sério que não curtiu o livro? É, acho que Anna e o Beijo (e mesmo alguns outros livros do gênero) você tem que estar no clima para ler e meio que "ciente" do que vai encontrar na leitura. É uma trama adolescente (não adianta esperar mais que isso), e dentro dessa característica o livro me agradou e surpreendeu. =)
      Bjosss!

      Excluir
  3. Infelizmente nunca tive a experiência do intercâmbio - embora viva ouvindo menininhas mimadas esfregarem na cara umas das outras que foram para os "isteites" ou para "maiami" - mas vontade não me falta, principalmente porque se vamos sair de um país, o melhor que podemos fazer é absorver cultura =D ainda não li Anna e o Beijo Francês, mas ouvi ótimas críticas. Nem preciso dizer que Jeffrey Eugenides é um autor estrondoso (depois da minha experiência extra-sensorial com As Virgens Suicidas) e A Trama do Casamento com certeza está na minha lista, junto com Middlesex, é claro!

    Abraço!
    http://labsandtags.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, sempre tem de tudo, meninas "mimadas", e também o povo que faz intercâmbio apenas para "curtir", para aprontar todas que o indivíduo não apronta perto de casa. Eu já sou mais da opção da cultura, ralar também porque ter um dinheirinho à mão é sempre bom, conhecer/ver/absorver o máximo que puder. Por isso mesmo que eu gosto tanto de viajar, porque o novo sempre me fascina.
      Sobre Eugenides, nossa, curti demais a escrita dele, e quero desesperadamente ler As Virgens Suicidas (amo o filme). Middlesex, um amigo meu tem e espero que eu consiga pegar emprestado hehehe.
      Bjo!

      Excluir
  4. OI Aline!

    Bem legal o tema escolhido. Eu nunca fiz um intercâmbio, tenho vontade, mas ao mesmo tempo, sei lá ficar longe de mamis tanto assim..mas são oportunidades únicas que quando surgem temos que aproveitar, mas é algo que eu pensaria bem antes. Quando fala-se em intercâmbio, penso logo em Anna e o Beijo rsrs
    Boas escolhas!

    Bom Domingo!
    Beijos :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade que a saudade é um sentimento constante durante um intercâmbio e, na maioria das vezes, não é fácil lidar com ela. Mas concordo com você, temos que agarrar as oportunidades no momento em que elas surgem, mas sempre pensando bem e estando certa de que é isso o que se quer.
      Um bjão!

      Excluir
  5. Aline tem meme pra vc no blog flor
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/2013/02/meme-2013-literario.html

    Bjokas
    Samy

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre fui doida para fazer um intercâmbio, mas a oportunidade não surgiu... agora eu tenho vontade só de viajar para conhecer outros países (ainda espero poder fazer isso).
    Dos livros que você indicou, eu só li o primeiro... e ele é mesmo uma boa opção para quem está partindo para um intercâmbio.

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  7. Quando eu fui passar aquela temporada em Massachusetts, entre 2009 e 2010, a saudade de casa era tanta que eu me afundei em literatura brasileira. Pouco antes de viajar ganhei "O Seminarista", o então recém-lançado livro do Rubem Fonseca, de presente. Ele era um autor que eu sempre punha em terceiro plano nas minhas listas de leitura. Eis que, graças ao intercâmbio, ele se tornou um dos meus autores favoritos até hoje. É incrível como gosto dele. Ainda na viagem, devorei "Agosto", um livro metade ficção, metade não-ficção. A alucinação foi tanta que eu baixei da internet mesmo, hehe, abandonando "O Iluminado" que eu tinha comprado no aeroporto.

    ResponderExcluir
  8. Um Mundo Brilhante.
    Eu gosto desse livro. Fazer o quê. As pessoas não curtem ele pelo fato de não ser otimista, acho eu...
    Anna e o Beijo Francês é uma ótima dica também. Tem uns lugares bons no livro que a gente pode anotar e visitar.
    A Trama do casamento não conheço.

    ResponderExcluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros