Resenha: Neuromancer (Trilogia do Sprawl #1), de William Gibson | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Eu e Você de A a Z  Filme Mentes Sombrias: Vale a pena assistir?  Resenha: O Que Alice Esqueceu, de Liane Moriarty
Semana do Consumidor Amazon | Livros

Resenha: Neuromancer (Trilogia do Sprawl #1), de William Gibson

Aleph 26 de dezembro de 2017 Aline T.K.M. 2 comentários

Resenha de Neuromancer, de William Gibson, o clássico da ficção científica que inspirou o filme Matrix

Não gostar de um livro já é, por si só, uma experiência frustrante. Agora, imagina não gostar de um livro que é referência em um gênero do qual você é fã, que foi um divisor de águas, superpremiado e ainda inspirou um filme épico como Matrix.

Estou falando de Neuromancer, um clássico da ficção científica escrito por William Gibson, que é considerado o pai do subgênero cyberpunk. O livro é o primeiro volume da Trilogia do Sprawl, seguido por Count Zero e Mona Lisa Overdrive.

Não curti o livro, não funcionou para mim e ainda me rendeu meio que uma ressaca literária, sabe. Mas, apesar de tudo isso, eu reconheço os grandes méritos da obra. Aí no vídeo, conto mais sobre a trama, sobre o que esse livro representa na ficção científica e, claro, por que eu simplesmente não consegui gostar de Neuromancer...

ASSISTA NO YOUTUBE | SE INSCREVA NO CANAL


Capa do livro Neuromancer

Onde comprar: Amazon

Título: Neuromancer
Título original: Neuromancer
Autor(a): William Gibson
Tradução: Fábio Fernandes
Editora: Aleph
Edição: 2016 (5ª edição)
Ano da obra: 1984
Páginas: 320

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 8 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

2 comentários

  1. Odeio livro com glossário. A ponto de ter abandonado Laranja Mecânica logo no começo. E olha que já assisti o filme várias vezes.
    Duas perguntas: vc lerá a trilogia? Guardará esse livro por causa da edição ser caprichada mesmo tendo odiado a história ou irá dar de "presente" para alguém ou colocá-lo para troca?

    Shadai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu não ligo não, desde que ele seja realmente útil, coisa que eu não achei que foi em Neuromancer. Amo Laranja Mecânica e achei que ali sim o vocabulário esquisito fez sentido. Adoro o filme também!
      Então, não pretendo ler a trilogia... Sei lá, nunca digo nunca kkkk, mas pelo menos não nos próximos anos. O livro já tem destino de troca, já vou enviar para uma pessoa com quem costumo trocar livros de vez em quando. =) Bjs!

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Editoras Parceiras