Resenha: Três Dias em Setembro, de Luna Miller | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

Resenha: Três Dias em Setembro, de Luna Miller

Amazon 12 de junho de 2017 Aline T.K.M. 1 comentário

Resenha do livro: Três Dias em Setembro, lançamento da autora sueca Luna Miller

Um pintor em busca de tranquilidade, uma jovem em uma relação abusiva, três amigas inseparáveis em busca de algo diferente para suas vidas, um cara machista e violento, um amigo que esconde um amor platônico.

Essas pessoas se cruzam na cidadezinha sueca de Ludvika no começo do outono. Durante três dias, suas vidas se tocam e se transformam de tal maneira que nunca mais voltarão a ser as mesmas.

Três Dias em Setembro, lançamento da escritora sueca Luna Miller, promete agradar aos fãs de literatura new adult. O livro brinca com o acaso e as possibilidades ao abordar a solidão, os relacionamentos, a amizade e a busca por aquela centelha que nos faz sentir que a vida vale a pena.

O pintor Gabriel chega a Ludvika para passar uns dias em uma cabana alugada. Com o iPhone desligado e completamente off-line, ele espera conseguir trabalhar num conjunto de quadros que tem em mente já há um tempo.

Ele logo conhece Lea, garçonete e namorada de Johan, o dono de uma pizzaria local. A garota tem passado por maus bocados por conta da rudeza, das mentiras e problemas no relacionamento. Johan tem um comportamento machista, egocêntrico e desrespeitoso.

Niklas, amigo de Johan e também funcionário da pizzaria, não suporta ver como essa relação fere Lea.

Em paralelo, acompanhamos um recorte da vida de Anna. Jovem e bonita, ela chama atenção por onde passa. Consciente de sua beleza, a garota também tem um lado muito ingênuo e carente, e acaba permitindo que qualquer cara se aproveite dela na esperança de que seja o amor que ela tanto espera. Para piorar, se embebeda com frequência e perde o controle do que faz.

A ingenuidade de Anna encontra seu limite com Johan, que se aproveita e a submete a uma situação da qual ela terá dificuldades em se livrar.

A sorte é que Anna conta com a amizade incondicional de Mari e Kessa. Mari está num relacionamento estável; Kessa é superindependente, não liga para julgamentos e comentários maldosos – tão comuns em uma cidade pequena como Ludvika – e não é vítima das imposições que ainda atingem muitas mulheres.

Kessa sempre está lá para amparar Anna e a coloca acima até de si mesma. Mas a verdade é que Kessa não encontra seu verdadeiro lugar em Ludvika, não se sente pertencente àquele lugar.

Resenha do livro: Três Dias em Setembro, lançamento da autora sueca Luna Miller

A trama coloca a questão da responsabilidade pelas próprias escolhas. Sem julgamentos nem excesso de vitimização, Luna Miller também insere um tema muito atual: o machismo e a violência contra a mulher. Aliás, seria mais correto dizer que as mulheres exercem papel central em todo o livro; a confiança e a coragem para correr atrás de mudanças acabam sendo cruciais para traçar o destino delas aqui.

Ainda que a versão lançada por aqui seja a traduzida para o português de Portugal, a leitura acontece de forma muito fluida. É aquele livro que se lê em poucas sentadas, mas cuja história te acompanha ainda por uns bons momentos após virada a última página.

Ao trazer mulheres tão diferentes lidando com conflitos e dilemas amorosos, Três Dias em Setembro revela que o caminho para a felicidade nem sempre é o mais óbvio. Ele pode estar logo ao lado ou a milhares de quilômetros de distância. Pode ser percorrido em poucos passos, de bicicleta ou de carona. Mas, para encontrá-lo, mesmo as menores mudanças são necessárias. E, acima de tudo, é preciso olhar de verdade para dentro de si.

LEIA PORQUE

Os personagens são muito humanos e cheios de nuances. O livro aborda temas universais, como a amizade, o amor e as escolhas individuais, além da questão do machismo e da violência contra a mulher. Recomendo para maiores de dezoito anos por ter conteúdo explícito.

DA EXPERIÊNCIA

Gostoso de ler, Três Dias em Setembro me fez torcer e me afeiçoar às personagens, e, inevitavelmente, também sofrer com elas.

FEZ PENSAR

Adoro livros sobre mulheres que encontram sua força ao longo da história. Esta leitura me fez pensar naquela vez em que postei uma seleção de livros sobre mulheres fortes. As ideias foram tantas que a lista teve parte 1 e parte 2!


Capa do livro Três Dias em Setembro, de Luna Miller

Onde comprar o livro: Amazon (ebook Kindle) – versão em português de Portugal

Título: Três Dias em Setembro
Título original: Tre Dagar I September
Autor(a): Luna Miller
Tradução: Nuno Morais
Editora: independente
Edição: 2017
Ano da obra: 2016
Páginas: 153

Este post foi patrocinado por um autor que confia no trabalho do blog. O conteúdo é de autoria e reflete em sua totalidade a opinião do Livro Lab.
Crédito das imagens: Erik Schepers / CC BY-NC e Meteco nel Mondo / CC BY-NC-SA

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

1 comentário

  1. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e nem a autora
    mas amei a resenha!
    Convido você e todas as suas leitoras para conhecerem meu cantinho,
    e se gostarem seguirem, retribuo a todos ^_^
    Desvendando Segredos | Facebook

    ResponderExcluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros