Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
5 coisas que eu achei sobre Os 13 Porquês | Tipos de bullies, apologia ao suicídio  Literatura pulp: Noite Escura, de Rodrigo Tavares  Leituras de fevereiro: li 7 livros!

13 livros sobre mulheres fortes – parte I

Amazon 23 de janeiro de 2017 Aline T.K.M. 6 COMENTÁRIOS

13 livros com mulheres fortes como protagonistas

Sabe aquelas histórias que trazem mulheres fortes, que têm opinião própria e são verdadeiras “camaleoas” na hora de se reinventarem para superar as dificuldades da vida?

Elas se perdem e se encontram, arriscam tudo, lutam pelos próprios direitos, têm sentimentos ambíguos, enfrentam preconceitos, vomitam suas opiniões, precisam lidar com a invisibilidade e com traumas dolorosos, e fazem dos obstáculos um trampolim para darem a volta por cima ou, pelo menos, para se virarem como podem. São protagonistas de livros inspiradores. E também somos nós, são nossas mães e avós e tias e primas e amigas. Somos todas. Sim, baby, estou falando de girl power.

Não tem como não se inspirar, né? Por isso, e como uma celebração ao feminino, montei uma lista mais que especial com 13 livros sobre mulheres fortes. Resolvi dividi-la em duas partes, que é para não ficar muito extensa.

Então, eis a primeira parte – dedicada a nós, mulheres, e a todos os homens que admiram e amam as mulheres de suas vidas!

Livro Por uma vida qualquer

1. POR UMA VIDA QUALQUER, de Jan L. L. Parellada

Uma mulher submissa e reprimida que precisa virar o jogo com o marido tirano. Uma garota que tem de superar toda uma infância de abusos de uma mãe cruel.

Por uma vida qualquer foi o livro que me inspirou a montar esta lista – se vocês ainda não conferiram a resenha, vem aqui porque vale a pena! E olha, essa inspiração não foi por acaso – as mulheres aqui são daquelas que aguentam caladas por muito tempo, até que encontram o empurrãozinho necessário para tomar uma atitude e recuperar sua dignidade. Roseli sofre nas mãos de um marido inescrupuloso; submissa, ela é desrespeitada a todo instante e ainda é provocada pelos telefonemas das amantes do marido. Depois de tentar suicídio algumas vezes, o início de uma terapia lhe dará coragem para mudar sua realidade.

Já Nininha é uma menina de apenas 6 anos que passa apuros por conta de uma mãe cruel e interesseira. Caçula de cinco irmãos, ela é obrigada a acompanhar a mãe nos encontros com seus inúmeros amantes, permanecendo no quarto enquanto tudo o mais acontece. Ela enfrenta essa rotina abusiva e sofre dentro de casa até crescer, quando precisa tomar forças para superar seus traumas e compreender todo o mal que a mãe lhe havia causado. Envolvente, Por uma vida qualquer traz duas mulheres em busca de libertação e felicidade, cujas histórias se tocam de maneira surpreendente.
ONDE COMPRAR: Amazon (e-book) | VEJA A RESENHA

Livros: Desaparecida | Americanah

2. DESAPARECIDA, de Catherine McKenzie

Uma mulher que precisa reescrever sua vida linha a linha – e encontrar a si mesma, no meio disso tudo.

Quem nunca sonhou em recomeçar a própria vida do zero? A jovem advogada Emma Tupper se vê diante dessa oportunidade após passar seis meses desaparecida na África. Ao voltar para casa, constata que todos acreditam que ela estava... morta. Emma descobre que sua antiga vida foi apagada. Seu apartamento acaba de ser alugado para um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic. No escritório de advocacia no qual construía uma carreira brilhante, sua rival Sophie se apossou não só de seus clientes e de sua sala – mas também de seu namorado, Craig. Enquanto tenta resolver o caos em que se transformou seu mundo, Emma se questiona: ela era feliz antes de sua viagem à África? Tinha valido a pena se sacrificar tanto em nome do trabalho? Amava Craig de verdade? Queria mesmo ter aquela vida de volta? Romântico e espirituoso, Desaparecida revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma.
ONDE COMPRAR: Fnac

3. AMERICANAH, de Chimamanda Ngozi Adichie

Uma jovem distante de sua terra natal, que se depara com preconceitos e desigualdades por ser imigrante, mulher e negra.

Lagos, Nigéria, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o primeiro amor, o país está sob o poder de um governo militar. Com as universidades nacionais paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Lá, ela se destaca no meio acadêmico, mas precisa lidar pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos depois, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas ainda apegada à sua terra natal e à ligação que um dia tivera com Obinze. De retorno à Nigéria, ela terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência. Arrebatador, Americanah foi alçado à classificação de épico contemporâneo e Chimamanda Ngozi Adichie é atualmente um ícone literário e feminista, autora de Sejamos Todos Feministas e Hibisco Roxo.
ONDE COMPRAR: Livraria da Travessa | Amazon (e-book)

Livros: Esta Valsa é Minha (Zelda Fitzgerald) | Uma Duas

4. ESTA VALSA É MINHA, de Zelda Fitzgerald

Uma mulher com ideias e atitudes que fogem do tradicional, mas que acaba vivendo à sombra de um marido ilustre na era do jazz e termina em um sanatório.

Escrito por Zelda Fitzgerald em um hospital psiquiátrico em apenas seis semanas, o livro traz um texto autobiográfico, um relato de época e um irrecusável convite para penetrar um universo feminino, alegre e sensível, mas também carregado de desilusões. Zelda reordena suas ideias através da personagem Alabama Knight: fala da infância à sombra de um pai austero, dos namoros e da adolescência no sul dos Estados Unidos no período entreguerras, da vida com um artista na era do jazz, do sonho de se tornar uma bailarina profissional, das viagens à Europa, das festas e do álcool. Imagens inusitadas e um vazio cortante pontuam a narrativa de Zelda, uma mulher fascinante que jamais se conformou em ser apenas a esposa de F. Scott Fitzgerald.
ONDE COMPRAR: Livraria Cultura

5. UMA DUAS, de Eliane Brum

Duas mulheres – uma mãe e uma filha – travam uma luta velada de amor e ódio, culpa e dor.

O romance de estreia da jornalista Eliane Brum – conhecida pela sensibilidade e força de seu texto – mergulha na intrincada relação entre mãe e filha. A jornalista Laura e sua mãe, Maria Lúcia, têm uma relação distante. No entanto, problemas de saúde fazem com que Laura precise cuidar da mãe; para isso, ela acaba tendo que largar o emprego e voltar a morar com Maria Lúcia. Com a convivência forçada, a relação de amor e ódio das duas se intensifica. De que material são feitos os laços que as amarram? Como é tecida a trama de ódio e afeto entre duas mulheres (des)unidas pela carne? Fugindo de clichês e eufemismos, e dotada de um humanismo visceral, a autora entrelaça os narradores do mesmo modo que o acaso embaralha integrantes de uma família numa teia de subjetividades.
ONDE COMPRAR: Amazon (e-book)

Livros: Wicked | A Vida Invisível de Eurídice Gusmão

6. WICKED, de Gregory Maguire

Uma mulher que, por causa de sua pele verde, enfrenta preconceitos e hostilidades, até se tornar uma grande e amarga bruxa.

Quando Dorothy se vê diante do desafio de derrotar a Bruxa Má do Oeste, no clássico O Mágico de Oz, vemos a história se desenrolando pelo lado da heroína. Mas e a história de sua arqui-inimiga, a misteriosa bruxa? De onde ela surgiu e como se tornou tão perversa? Depois de Wicked, você nunca mais vai olhar para Oz da mesma maneira. Elphaba é uma garota de pele verde, que cresce em meio a desafios e preconceitos, até se tornar uma bruxa infame. Uma esperta, irritadiça e incompreendida criatura que desafia todas as noções sobre a natureza do bem e do mal. Recriando com riqueza espantosa o mundo de Oz, este livro transforma de maneira surpreendente a reputação de um dos mais sinistros personagens da história da literatura.
ONDE COMPRAR: Livraria Cultura

7. A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO, de Martha Batalha

Duas mulheres de fibra e brilho – debaixo da invisibilidade de quem teve os sonhos tesourados por uma época e uma sociedade que silenciavam o sexo feminino.

Rio de Janeiro, anos 1940. Guida Gusmão desaparece da casa dos pais sem deixar notícias, enquanto sua irmã Eurídice se torna uma dona de casa exemplar. Nenhuma das duas parece feliz em suas escolhas. A trajetória das irmãs Gusmão em muito se assemelha com a de inúmeras mulheres nascidas no Rio de Janeiro no começo do século XX e criadas apenas para serem boas esposas. São as nossas mães, avós e bisavós, invisíveis em maior ou menor grau, que não puderam protagonizar a própria vida, mas que agora são as personagens principais do primeiro romance de Martha Batalha, que fala de violência, marginalização e injustiça com humor, perspicácia e ironia.
ONDE COMPRAR: Livraria da Travessa

*******

E esta foi a primeira parte da lista. Não deixem de aparecer aqui no blog amanhã para conferirem a parte final, com o restante dos 13 livros sobre mulheres fortes!

Este post foi patrocinado por um autor que confia no trabalho do blog. O conteúdo é de autoria e reflete em sua totalidade a opinião do Livro Lab.

LEIA TAMBÉM

13 livros sobre mulheres fortes – parte II

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

6 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Aline! Adorei a ideia da lista e os títulos que você selecionou. Americanah é muito bom, foi meu primeiro romance da Chimamanda. Uma Duas é incrível, pretendo fazer uma releitura dessa obra agora em 2017. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que você gostou da lista! Eu amo livros com personagens femininas marcantes, mulheres de fibra. O que mais me atraiu em Uma Duas é essa dualidade de sentimentos - o livro está na minha wishlist há um tempo e sinto que é bem do tipo que eu curto, que faz pensar, que traz contradições. Beijo!

      Excluir
  2. Oi Aline,

    Demorei mais vim visitar o seu blog. Ele é muito lindo!
    Quanto a postagem eu adorei as escolhas. Não li todas as indicações, mas conheço a grande maioria e os que eu não conhecia, eu já anotei e coloquei na minha lista de futuras leituras. Esse ano estou tentando ler livros mais obras escritas por mulheres e ver postagens como essa só me dá mais animo em continuar, porque sempre descubro coisas novas e vejo como a literatura é rica.

    Abraços

    Leonardo - Brainstorm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leonardo! Obrigadaaa! ^^ Pois é, nem todos eu li, mas conheço e morro de vontade de ler cada um deles, estão na minha wishlist e também por isso me animei a falar deles também. Gosto de descobrir novos livros escritos por mulheres, mas sabe, eu acho tão bonito quando um autor homem cria uma personagem feminina forte e marcante, acho uma bela de uma homenagem! Um abraço!!

      Excluir
  3. Acabei de comprar dois deles na Amazon! Fiquei tão feliz quando vi sua lista (adoro ler suas opiniões) e já adicionei mais alguns na minha lista de futuras compras. Comprei em e-Book mesmo pois ando sem espaço para físicos :/

    Beijos

    P.S.: Comprei Por uma vida qualquer e Americanah. Amei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jhey, que legal saber que você gostou da lista! <3 Olha, depois quero saber o que você achou dos livros que comprou. Gostei bastante de Por uma vida qualquer, ainda mais sabendo que é inspirado em histórias reais. Quanto a Americanah, já me indicaram esse livro algumas vezes, ele ainda está na minha wishlist e confesso que sou fascinada pelo tema dele. Quero muito saber o que você achou do livro!
      Nossa, nem me fala sobre essa questão de espaço... Tenho apenas duas estantes relativamente pequenas e não tem mais como. Os ebooks vão quebrando um galho nessas horas, né.
      Um beijão!

      Excluir

Me segue no Instagram!

Parceiros