5 coisas que eu achei sobre Os 13 Porquês - tipos de bullies, apologia ao suicídio, etc | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Sopa de Lágrimas, de Gilbert Hernandez  3 hábitos musicais de hoje e da minha adolescência  My Little Pony – O Filme: 4 motivos para assistir
Leituras de abril

5 coisas que eu achei sobre Os 13 Porquês - tipos de bullies, apologia ao suicídio, etc

Jay Asher 24 de abril de 2017 Aline T.K.M. 2 COMENTÁRIOS

5 coisas que eu achei sobre Os 13 Porquês, série da Netflix baseada no livro de Jay Asher. Bullying, tipos de bullies, apologia ao suicídio.

Os 13 Porquês foi uma das melhores coisas que já assisti na vida. Não falo só pensando na Netflix, não – foi uma das melhores séries da minha existência. E a ânsia era tanta para vir aqui falar com vocês sobre ela que me bateu a maior dúvida sobre o que, de fato, falar.

Decidi, então, dar uma resumida básica nas minhas reflexões e trazer para vocês 5 coisas que eu achei sobre a série.

Entre estereótipos, tipos de bullies, apologia ao suicídio e como as pessoas podem ferir as outras mesmo sem ter noção, falei um tanto sobre tudo aquilo em que Os 13 Porquês me fez pensar.

Confiram o vídeo e dividam comigo as reflexões de vocês sobre a série!

ASSISTA NO YOUTUBE | SE INSCREVA NO CANAL

POST RELACIONADO

Curtiu Os 13 Porquês? Então você precisa ler estes livros!

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelentes pontos levantados!
    Também gostei da quebra desse estereótipo dos bullies e de terem abordado a vida dos "porquês" e suas relações com as famílias, pois no livro senti muita falta de outras narrativas.
    Queria que a vida do Bryce fosse mais abordada (e que ele fosse punido) mas dá pra perceber que a vida dele gira em torno de dinheiro e sempre ter o que quer
    De fato a Courtney foi uma das mais escrotas e concordo totalmente com esses dois grupos que você citou
    Se surge a dúvida se vale a pena continuar ao lado de alguém é porque provavelmente não vale, rs.
    E sim, quando a pessoa acha que é um problema ela não quer se abrir com ninguém, ela quer que as pessoas enxerguem que ela não tá bem, que precisa de ajuda. Infelizmente quase nunca percebem.
    Também li isso sobre "ai, essa série romantiza o suicídio, faz apologia, não dá saídas, é péssima pra quem tem depressão bla bla bla"
    Acho assim, se alguém se suicida depois de ver a série não é por causa da série mas por problemas que já vinham de muito antes, sabe? Num geral eu vejo a série como alerta para amigos, pais e em especial os engraçadinhos que acham que "tudo é mimimi". É pra ver como as pessoas reagem a um suicídio, talvez aquela pessoa que esteja pensando em fazer isso veja a série e pense "nossa, mas e meus pais como ficarão? Eu tenho amigos, embora muita gente seja escrota. Talvez exista um Clay pra mim e eu não tenha percebido"
    É mesmo muito fácil culpar séries, filmes, livros e qualquer outra pessoa que não seja si mesmo. Só que enquanto manter como tabu, suicídios continuarão acontecendo. É preciso falar sobre isso!
    Perdão por estar meio sem lógica, mas fui assistindo e comentando eiuheuiehuieh
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi seu comentário lá no canal e acabei respondendo por lá mesmo hehehe. Mas gostei de tudo o que você disse, concordo com todos os pontos, e acho que a série tem um potencial de mostrar para uma galera que é preciso prestar atenção nas nossas atitudes diárias, nos comentários "inocentes", naquele negócio de rir "da pessoa" e não "com a pessoa". Enfim. Beijão!

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros