Resenha: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta  Making of O Reino Gelado – Fogo e Gelo: com Larissa Manoela, João Guilherme, João Côrtes e Lipe Volpato
Leituras de abril

Resenha: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão

Adolescência 2 de novembro de 2016 Aline T.K.M. 2 COMENTÁRIOS

Livro: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão

Tema entre os mais delicados, o suicídio nunca é algo fácil de se abordar. O tabu é ainda maior quando envolve adolescentes. Quando a gente encontra um livro que toca no assunto de maneira sensível, livre de gratuidades e, ao mesmo tempo, que não reforce o tabu que envolve o suicídio, vale super a pena recomendar. No caso, esse livro é A Teia dos Sonhos, da professora e escritora Karine Aragão.

Como uma maneira de eternizar a amizade que as une, Júlia e Laura, duas adolescentes de 16 anos, decidem tatuar uma teia dos sonhos em seus braços. A euforia pela tatuagem exclusiva, desenhada por Júlia, se esvai no dia seguinte, quando a garota recebe a notícia de que Laura havia se suicidado na noite anterior, atirando-se da janela do 13º andar.

A vida de Júlia fica de cabeça para baixo. Ora tomada pela tristeza ora pela raiva por nem desconfiar de quais teriam sido os motivos que levaram Laura a tirar a própria vida, Júlia se sente enganada – afinal, ao que tudo indicava, a amizade com Laura não era livre de segredos como ela acreditava.

Júlia embarca, então, em uma busca pelos fantasmas que invadiram a cabeça de Laura e a fizeram cometer suicídio, enquanto reflete sobre a própria vida. Em meio a esse turbilhão, a presença de Bernardo – o garoto de quem as duas amigas gostavam – expõe a dúvida sobre se o amor pode mesmo ser mais forte do que uma grande mentira.

Livro: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão

Delicado; assim eu definiria o livro de Karine Aragão. A trama aborda com leveza – por mais contraditório que isso possa parecer – o tema do suicídio e da superação de uma perda tão importante como é a da melhor amiga, especialmente na adolescência, época em que construímos nossa identidade e as amizades são um reflexo do que somos, uma referência em meio à bagunça das mudanças que ocorrem nessa fase da vida. E é por meio de uma prosa fluida, gostosa e que acontece naturalmente, que entendemos o impacto de tudo isso na vida de Júlia e somos transportados para dentro de seus pensamentos.

É a própria Júlia quem narra os acontecimentos a partir de seu ponto de vista. Logo no início, conhecemos uma garota ainda imatura, que acaba de perder o chão com a morte inexplicável da melhor amiga. As lembranças se misturam ao sentimento inicial de negação, para então se tornarem aliadas de uma busca desenfreada por alguma pista – qualquer uma – que possa explicar o destino que Laura traçara para si própria. Ao mesmo tempo, e como parte da realidade que ela se vê obrigada a enfrentar desde a morte da amiga, Júlia precisa lidar com os olhares piedosos dos demais e com provocações na escola.

Livro: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão

Desestabilizada pela dor inédita da morte, Júlia aos poucos vai encontrando uma maneira de sair daquele mundinho que havia construído com Laura. Ao longo dessa jornada, amparada pelo companheirismo de Bernardo e pelo surgimento de uma relação renovada com a própria mãe, é dentro de si mesma que Júlia fará as maiores descobertas, em um processo de amadurecimento e superação.

Envolvente e singelo, A Teia dos Sonhos fala sobre amizade, juventude, família; sobre a vida e as perdas que acontecem pelo caminho. E nos mostra que é necessário perdoar e saber deixar algumas coisas para trás para manter eterno o que realmente importa.

LEIA PORQUE
O livro aborda com sensibilidade um tema polêmico e importante de ser encarado, que é o suicídio entre os jovens, e ainda traz uma bonita mensagem de superação. Ah, e tem o Rio de Janeiro como cenário!

E também porque sou eu que assino a orelha do livro! A pessoa se achando rsrsrs, brincadeira, vale ler porque o livro é especial mesmo!

DA EXPERIÊNCIA
A Teia dos Sonhos é aquele tipo de livro que a gente lê em algumas sentadas, de leitura gostosa e com personagens que conquistam logo nas primeiras páginas.

FEZ PENSAR
A pegada é totalmente outra, mas me fez pensar em Garotas de Vidro, de Laurie Halse Anderson, cuja história traz uma adolescente que também percorre um longo e doloroso caminho para superar a morte de uma grande amiga. Só que Garotas de Vidro é pesado, envolve distúrbio alimentar, comportamento doentio e uma jovem que precisa achar uma maneira de lidar com seus fantasmas. Outro livro muito bom, também vale conhecer.

BOOK TRAILER


Capa: A Teia dos Sonhos, de Karine Aragão

Onde comprar: Editora Muiraquitã | Livraria Cultura (e-book) | Amazon (e-book)

Título: A Teia dos Sonhos
Autor(a): Karine Aragão
Editora: Muiraquitã
Edição: 2016
Ano da obra: 2016
Páginas: 160

Este post foi patrocinado por um autor que confia no trabalho do blog. O conteúdo é de autoria e reflete em sua totalidade a opinião do Livro Lab.

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

2 COMENTÁRIOS

  1. Nossa já coloquei na minha lista, livro curtinho e com tema cruel, porém que precisa ser discutido. Lembrei com certeza de "A playlista de Hayden" - super recomendo. Beijos

    Nara Dias
    Viagens de papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nara, realmente é um livro muito especial, fala direto com os adolescentes e tem um tema que ainda é um tabu - e que precisa muito ser abordado. Ainda não li A Playlist de Hayden, mas é um daqueles que estava há séculos na minha wishlist. Ainda quero ler. Beijos!

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros