O que não existe mais [Krishna Monteiro] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

O que não existe mais [Krishna Monteiro]

Contos 1 de abril de 2015 Aline T.K.M. 2 COMENTÁRIOS


Sensível. É assim que eu definiria O que não existe mais, livro de estreia do brasileiro Krishna Monteiro, que já atuou em outras áreas e segue carreira diplomática.

Nos sete contos que compõem o livro, nos deparamos com a solidão, as lembranças, as ausências. Um galo de briga que rememora seus dias no momento de um combate, um filho perante as memórias – a presença ausente – do pai falecido, uma senhora que contava histórias no sítio, a relação entre um neto e seu avô – antigo soltado que lutou na Itália na Segunda Guerra.

A figura do narrador varia e surpreende – em um dos contos temos um galo de briga como narrador personagem –, oferecendo ao leitor uma perspectiva sempre singular dos fatos relatados. Contudo, a impressão que se tem é de que os contos se entrelaçam uns aos outros; embora de forma implícita, notamos personagens unidos por alguma relação ou, ainda, que coabitam um mesmo espaço.

A atmosfera melancólica se faz presente do início ao fim, revelando-se companhia perfeita para o texto pungente e marcado por um tom poético gostoso de ler. Como disse lá no início, a sensibilidade é o sentimento que domina a narrativa, acompanhada pela constatação do efêmero, de que tudo um dia desvanece. Cada um dos contos, de uma ou de outra maneira, remete a tais sentimentos.

Apesar de diminuto, O que não existe mais não é aquele livro que se lê numa sentada. Introspectivo, requer atenção, reflexão e um momento dedicado à devida apreciação do teor poético presente nas linhas. Tampouco é uma leitura que se sai recomendando por aí, sem critérios; mas é, sim, ideal para aqueles momentos bem específicos em que tudo de que precisamos é um livro que nos fale diretamente à alma.

LEIA PORQUE...
Bastante poético; para os leitores que gostam de saborear lentamente cada trecho, e depois perder-se em pensamentos. E, sobretudo, para os que não precisam de um texto extremamente ágil para manter-se focados.

DA EXPERIÊNCIA...
Forma e conteúdo muito belos. Porém confesso que, vez ou outra, a lentidão de alguns momentos me obrigava a retornar algumas páginas – e até a ler determinado conto uma segunda vez. Não me encantou, apesar da beleza e do valor inquestionável da narrativa.

FEZ PENSAR EM...
“Viagem na Família”, poema de Carlos Drummond de Andrade que aparecem em epígrafe no conto que dá título ao livro:

No deserto de Itabira
a sombra de meu pai
tomou-me pela mão.
Tanto tempo perdido.
Porém nada dizia.
Não era dia nem noite.
Suspiro? Voo de pássaro?
Porém nada dizia. [Vocês podem ler o poema completo aqui.]

QUANTO VALE?

Título: O que não existe mais
Autor(a): Krishna Monteiro
Editora: Tordesilhas
Edição: 2015
Ano da obra: 2013
Páginas: 112
Onde comprar: Americanas.com | Submarino | Amazon (livro físico) | Amazon (edição Kindle) | Saraiva | Saraiva (eBook)

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

2 COMENTÁRIOS

  1. Adorei esse jeito de fazer uma resenha, dividindo em tópicos e tudo muito bem explicado. São poucos os blogs que fazem um trabalho maravilhoso.

    Adorei e continue.
    Sobre o livro, estou pensando em ler, até porque não é meu gênero.

    Beijinhos =*
    Miaka Freitas
    www.umsofaalareira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miaka, obrigada! Muito fofo da sua parte, e fico feliz que goste do formato das resenhas. ^^ E sim, como disse, o livro não é daqueles que agradam geral, mas se a temática te interessa, eu recomendo sim. Os contos têm uma sensibilidade bem aguçada, uma melancolia; são gostosos de ler. Beijos!

      Excluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros