Nocilla Experience [Agustín Fernández Mallo] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta  Making of O Reino Gelado – Fogo e Gelo: com Larissa Manoela, João Guilherme, João Côrtes e Lipe Volpato
Leituras de abril

Nocilla Experience [Agustín Fernández Mallo]

Agustín Fernández Mallo 21 de janeiro de 2015 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Resenha: Nocilla Experience

Um mural repleto de polaroids de lugares e pessoas distintos, de paisagens improváveis e de pequenos objetos do cotidiano, pedaços de papel com trechos de livros e entrevistas de nomes da música pop, folhas com teorias e fórmulas matemáticas. Observar e ser atingido por essa miscelânea artística, literária, musical e científica com a rapidez e o dinamismo das informações na era pós-moderna. Isto é o mais perto que consegui chegar da sensação que se tem ao ler Nocilla Experience, o segundo volume do Projeto ou Trilogia Nocilla, considerada um dos experimentos mais vanguardistas da literatura espanhola contemporânea.

O formato é o mesmo de seu antecessor, Nocilla Dream; microcapítulos que formam histórias sem começo, meio e fim definidos, que se mesclam e se refletem e não cessam de movimentar-se.

É a história de Ernesto, que projeta uma torre para suicidas; do garoto Mohamed, fruto do relacionamento entre um soldado americano e uma moça iraquiana; de Steve, que cozinha objetos em seu restaurante e que ambiciona cozinhar o horizonte; do Senhor A, que descobre sem querer os filmes decapitados e resolve cortar o terço superior de tudo que encontra; de Harold, que após terminar sua última caixa de cereais resolve percorrer a América do Norte a pé, de um palácio dedicado ao jogo de ludo, onde um rádio transmite incessantemente e para ninguém ouvir as notícias da Radio 5.

Mirabolantes e nada ordinários, os personagens – as pontes que conectam as histórias do livro – são a personificação da solidão nos nossos dias. A narrativa fragmentada que lhes dá vida também diminui fronteiras e alarga as possibilidades, combina o complexo ao mundano e usa de mecanismos próprios das comunicações e da internet; ainda assim, muitos desses indivíduos optam pelo isolamento, seja num local fixo, seja na alternância constante de ares.

Em Nocilla Experience nem todo mundo é anônimo. Ao longo do passeio pelas micro-histórias, nos deparamos com Julio Cortázar como personagem (numa clara homenagem ao escritor) e trechos de seu Jogo da Amarelinha – e até um Jogo da Amarelinha B. Björk e líderes de bandas como Pearl Jam e Radiohead emprestam suas falas em excertos de entrevistas extraídas do livro El pop después del fin del pop, de Pablo Gil. Albert Einstein também deixa sua marca, bem como Francis Ford Coppola, com trechos de Apocalipse Now que se repetem durante todo o trajeto do leitor. E há ainda um personagem autor de um projeto transpoético, mas pera... não seria Agustín Fernández Mallo, ele mesmo, um escritor da chamada transpoesia?, um autor que define sua literatura como narrativa transpoética criadora de artefatos híbridos entre a ciência e o que tradicionalmente chamamos de literatura.

A ausência de linearidade é um dos aspectos-chave da narrativa de Nocilla Experience, uma narrativa que é também muito plástica e que, apesar de tomar emprestada grande parte de sua composição, consegue espremer tudo isso e extrair algo diferente, que vai além de meras colagens para se enquadrar perfeitamente no louco mundo multimeios dos dias atuais.

De um escritor que é também físico, e que teve um livro proibido – El hacedor (de Borges), Remake – ao recriar um romance de Jorges Luis Borges e com isso ter sido acusado de plágio pela viúva do escritor argentino, Nocilla Experience é, como o título mesmo diz, um experimento – e toda uma experiência!

Literatura afterpop composta por histórias entrecortadas de gente excêntrica, que se ligam e se esbarram em algum momento, o livro vale por seu aspecto poético, pela proposta diferenciada, e pela avalanche de referências e empréstimos. E, não menos importante, vale pela expectativa imensa com que nos deixa a esperar Nocilla Lab, encerrando o ousado projeto.

LEIA PORQUE

É diferente de TUDO o que você já leu. Acredite.
A título de curiosidade, o livro gerou uma graphic novel, do também espanhol Pere Joan, intitulada Nocilla Experience: la novela gráfica.

DA EXPERIÊNCIA...

Gostei muito de Nocilla Dream. Gostei ainda mais de Nocilla Experience.

FEZ PENSAR EM...

"The Vivian Girls are Visited in the Night by Saint Dargarius and his Squadron of Benevolent Butterflies", de Sufjan Stevens. (Sim, essa música é mencionada algumas vezes no livro.)



"Human Behaviour", da Björk. (Não está no livro, mas acho que tem tudo a ver!)





Onde comprar: Amazon

Título: Nocilla Experience
Autor(a): Agustín Fernández Mallo
Tradução: Joana Angélica d’Avila Melo
Editora: Companhia das Letras
Edição: 2013
Ano da obra: 2008
Páginas: 246

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

Nenhum comentário

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros