O Livro Amarelo do Terminal [Vanessa Barbara] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

O Livro Amarelo do Terminal [Vanessa Barbara]

Cosac Naify 12 de maio de 2014 Aline T.K.M. 4 COMENTÁRIOS


Misto de reportagens e crônicas, O Livro Amarelo do Terminal desbrava histórias e personagens reais cujo ponto de intersecção é o Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Sem jamais perder o humor e revelando vez ou outra um indispensável tom cáustico, a autora nos revela fatos que vão muito além da mera curiosidade, eventos sobre os quais provavelmente jamais havíamos parado para pensar – ou sequer imaginávamos. E o personagem central de tudo isso – que também faz as vezes de pano de fundo – está mais perto do que se imagina; em alguns casos, como o meu, encontra-se a apenas algumas estações de metrô.



Chamado de “épico do transporte viário” por João Moreira Salles na orelha do livro, ele ainda completa: “Munida apenas de astúcia, graça e um bloquinho cor de rosa, [Vanessa] penetrou nos segredos da Socicam, empresa que administra o terminal e tem vaga semelhança com a Spectre, a soturna organização que James Bond vive combatendo. Ali dizem coisas misteriosas como ‘isso é público, mas é particular’, criam impenetráveis selvas burocráticas e mantêm a sete chaves o segredo do faturamento dos banheiros.”

Parte essencial do livro, os capítulos acerca da construção e inauguração – e dos contratempos, essencialmente políticos – do terminal contam com extratos de notícias e reportagens da época. Embora passadas mais de três décadas, alguns absurdos e contradições saídas da boca dos envolvidos, que muito provavelmente tomavam a população por idiota, ainda revoltam. E convenhamos, as coisas não são muito diferentes hoje em dia...



Durante alguns momentos, compartilhamos as histórias de quem chega e de quem parte, e também daqueles que circulam ou esperam sentados por horas a fio. E conhecemos melhor alguns funcionários do terminal, estas pessoas que têm inúmeros “causos” para contar.

Inteligente e esbanjando irreverência, o texto de Vanessa Barbara nos apresenta um velho conhecido a quem nunca nos havíamos dado ao trabalho de conhecer verdadeiramente. Aquele cujas discussões acerca de sua existência começaram em fins da década de 60, mas cuja construção só começou efetivamente em 1979, para ser inaugurado apenas em maio de 1982 – uma jornada e tanto. Terminal Rodoviário do Tietê, muito prazer!



LEIA PORQUE...
Vocês estão diante de um livrinho essencial em toda estante brasileira que se preze. Engraçado, desbocado, simpático e revelador; assim é O Livro Amarelo do Terminal.

Aproveito ainda para destacar o projeto gráfico do livro. Da capa às páginas e destaques no texto, passando pelas aberturas dos capítulos, este é um daqueles casos em que beleza e conteúdo se unem, para a alegria do leitor.

DA EXPERIÊNCIA...
Típica leitura “the flash”, rapidinha e impossível de largar. E ainda acrescenta um bocado para quem lê!

FEZ PENSAR EM...
Gostaria de ler algo do tipo sobre o metrô de São Paulo. Quanta história será que num ia ter, hein...



Título/Título original: O Livro Amarelo do Terminal
Autor(a): Vanessa Barbara
Editora: Cosac Naify
Edição: 2008
Ano da obra: 2008
Páginas: 256
Onde comprar: Submarino | Livraria Cultura | Saraiva

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

4 COMENTÁRIOS

  1. Olha nunca tinha visto nada desse tipo e pensei a msm coisa, é bom conhecer as histórias de lugares com mto movimento e alguns bafáfá...rs

    Andy_Mon Petit Poison
    POISON BOOKS - Êxtase (Nicole Jordan) http://bit.ly/1mPI4lz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro foi uma das coisas mais curiosas que li ultimamente, achei-o genial.

      Excluir
  2. Que fantástico o livro!
    Tenho um amigo que escreve bilhetes no metrô em SP. Ás vezes uma pessoa que parece triste, uma menina bonita, ele vai lá escreve um bilhete e entrega para pessoa. Ele fez vários amigos assim ;)
    O livro me lembrou isso.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Helana, sério que seu amigo faz isso??!! Nunca soube de nada do tipo, poxa! Gostei de saber que coisas assim existem mesmo, e sim, esse livro fala de uns causos mais ou menos do tipo, ou então de pessoas que acabam fazendo a diferença por alguma coisa, ainda que pequena. Beijo!

      Excluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros