Lis no Peito: um livro que pede perdão [Jorge Miguel Marinho] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

Lis no Peito: um livro que pede perdão [Jorge Miguel Marinho]

Biruta 14 de outubro de 2013 Aline T.K.M. 6 COMENTÁRIOS


Só peço que você leia esta história com uma atenção meio distraída, sem armas, num gesto de entrega antes de julgar, qualquer coisa como pisar um território pela primeira vez e ir descobrindo a textura da terra com a planta dos pés.

Um livro extremamente sensível. E delicado. E cheio de poesia. Um livro para quem ama os livros e admira a arte de escrever.

Através do olhar de um escritor adulto conhecemos Marco César, um adolescente com jeito de assustado, até agressivo, cuja vida é um espetáculo no qual ele nunca está no palco, mas apenas o assiste lá da primeira fila. Até que ele conhece duas Clarices: uma é a garota da escola; a outra é a Lispector, a escritora.



Primeiro ele conhece Clarice, a garota da escola. Na realidade, apenas ouve sua voz; depois, a vê de relance. Leva um tempo até que ele veja seu rosto, tempo suficiente para nascer nele um amor tão belo e tão intenso como é o primeiro amor na adolescência. Marco vai saboreando cada nova descoberta; não é apressadinho e não pretende pular etapas. Ao contrário, ele adia cada passo e adia também o primeiro beijo, mas nem por isso deixa de devanear acerca do esperado momento.

Nunca se viram frente a frente mas não há a menor dúvida de que se encontraram nos esconderijos da imaginação. De que existe um grande amor e um livro muito especial esperando por você e por todas as outras pessoas do mundo, mesmo que esse encontro não passe de uma promessa (...)

E com a Clarice da escola, Marco passa a conhecer as palavras certeiras de Clarice Lispector. A garota Clarice é leitora voraz da Clarice escritora; já Marco encontra em suas histórias uma identificação singular, a busca por algo, ou quem sabe apenas uma forma de preencher certas lacunas.



Contudo, como diz o título, este é um livro que pede perdão. O narrador relata os acontecimentos e um crime cometido que nós, leitores, devemos julgar. Ao mesmo tempo, esse mesmo narrador (o escritor amigo de Marco) descreve com tamanha poesia o desabrochar do adolescente e a descoberta do amor, que vem acompanhado de suas alegrias, ansiedades e dissabores – ah, sim, estes também estão inclusos no pacote.

Lis no Peito são duas vozes em uma; a do narrador – que, por sua vez, também é a voz de Marco César, de certa forma –, e a de Clarice Lispector. Quase como se a escritora vagasse pelas páginas, encontramos nelas trechos de seus escritos; uma presença forte e indispensável para o desenvolvimento da trama, bem como para o amadurecimento dos personagens.

Clarice está ali, e tudo fica mais profundo, febril até. E melancolicamente mais belo.

LEIA PORQUE...
A narrativa é plástica, as frases são bonitas, simples e cheias de sentimento. E cada capítulo recebe como título um pequeno fragmento escrito por Clarice Lispector. Tem como não amar um livro assim?

DA EXPERIÊNCIA...
Sem um início e fim engessados, o livro colocou em minha mente uma imensidão de possibilidades. O caráter introspectivo do todo foi um motivo a mais para ter gostado tanto da leitura. Ah, outra coisa... o projeto gráfico é caprichadíssimo – dá vontade de ficar virando e revirando as páginas, olhando as cores, as aberturas dos capítulos...

FEZ PENSAR EM...
Se todos os amores fossem doces como o primeiro... Ou se nos fosse permitido ter vários primeiros amores ao longo da vida. Ainda que viessem as decepções, seria bonito de se ver, não?

Título original: Lis no Peito: um livro que pede perdão
Autor(a): Jorge Miguel Marinho
Editora: Biruta
Edição: 2011 – 4ª edição
Ano da obra: 2005
Páginas: 184

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

6 COMENTÁRIOS

  1. Gente, que livro espetacular! Não conhecia, mas já quero, rsrs...

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Não é o tipo de leitura que chama minha atenção, mas a resenha e as imagens me pegaram pelo pé e agora quero muito conhecer o livro rsrs. E eu nem tinha ouvido falar dele...

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel, esse livro é lindo de verdade, e o projeto gráfico, como eu disse, está bem bacana, caprichado. Vale a pena procurar o livro, ler uns trechos e ver se te atrai (confio que sim!).
      Um beijo!

      Excluir
  3. Me convenceu! Amei a parte gráfica do livro e. tenho certeza que irei gostar da escrita. Fiquei curiosa para ler sobre primeiro amor e tudo o mais agora haha mesmo que os dissabores venham junto :P
    Foi para minha lista do skoob.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Me convenceu. Já quero haha, minha lista de livros só está crescendo. Obrigado pela dica Aline ;)

    www.escritoalapisoficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, o livro é lindo na forma e no conteúdo! Beijão!

      Excluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros