O dia em que tomei Cerveja Amanteigada – parte II | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Fala Sério, Mãe! – Larissa Manoela e elenco falam sobre o filme  Leituras de outubro: 4 ótimos livros (ou quase!)  Resenha da HQ: A Diferença Invisível, de Julie Dachez e Mademoiselle Caroline
Leituras de abril

O dia em que tomei Cerveja Amanteigada – parte II

Atração temática 10 de janeiro de 2013 Aline T.K.M. 17 COMENTÁRIOS

Voltei com a continuação do meu dia em The Wizarding World of Harry Potter...
Se você ainda não leu a primeira parte, corre lá para ler!


RANGO!
Pois bem, saí do Harry Potter and the Forbidden Journey verde de fome. Decidi matá-la no Três Vassouras (The Three Broomsticks). Na realidade, apesar de terem entradas distintas, o Três Vassouras e o Cabeça de Javali (Hog’s Head) são dois ambientes ligados no interior. Ambos são rústicos; o Três Vassouras é como uma taverna, já o Cabeça de Javali tem mais cara de pub.
Bom, Três Vassouras, né? Fila para entrar e fila para fazer o pedido (já comentei que o parque estava transbordando de gente?). Achei que ia ser mais bagunçado para comer, mas até que não. Apesar da espera, eles só liberam a entrada na fila dos pedidos se houver mesa disponível. E uma vez com a bandeja em mãos, há alguém indicando uma mesa para você. Só que, mal você termina de comer e pousa os talheres no prato, alguém se prontifica a tirar a bandeja da mesa, “sutilmente” te mandando circular. "Prático", não?!
No menu constam opções como frango, coxas de peru (não pareciam tão absurdamente enormes como as famosas turkey legs dos parques da Disney), espigas de milho engraçadas que vêm com a palha toda virada para cima, costelinhas, batatas rústicas, shepherd’s pie (que parecia um escondidinho de purê de batata com carne moída), fish and chips,... Basicamente, comida britânica (bem basicamente).


TORNEIO TRIBRUXO E HIPOGRIFO EM MONTANHA-RUSSA
Hora de curtir o Dragon Challenge! Mesmo que muitos de vocês (e eu mesma) pensem “montanha-russa de barriga cheia??”, eu já adianto que nunca passei mal do estômago em montanha-russa (e espero que isso nunca aconteça!) e, mesmo com fome, não tinha comido horrores porque já previa o que viria a seguir.
Imaginem duas montanhas-russas com trilhos que se entrelaçam e funcionando ao mesmo tempo... Pois é! Aliás, essa atração já existia no Island of Adventures mesmo antes do mundo potteriano aparecer por lá, e inclusive já tinha essa temática que representa um duelo de dragões. Agora, toda a “imersão” ao longo da fila envolve o visitante no contexto do Torneio Tribruxo até o esperado momento de sentar a bordo do Meteoro-Chinês ou do Rabo-Córneo Húngaro, você escolhe. O percurso é diferente, portanto vale enfrentar a fila duas vezes porque ambos são imperdíveis!



Há ainda outra montanha-russa, a Flight of the Hippogriff, que é mais levinha, para os mais novinhos (mas não exclusivamente). Acabei não indo nela devido ao tempo de espera da fila, e aí acabei perdendo os detalhes que precedem a atração (a cabana do Hagrid... tristeza...). Lembrando que eu tinha apenas um dia para os dois parques da Universal: o Islands of Adventure (incluindo o Wizarding World of Harry Potter) e o Universal Studios, que fica bem ao lado.


ÀS COMPRAS!
Parti então para as lojinhas de Hogsmeade! No parque, o vilarejo é uma mescla de Hogsmeade e Beco Diagonal, apresentando estabelecimentos de ambos em uma charmosa rua ladeada por casas rústicas com telhados cobertos de neve. É na rua do vilarejo que acontecem alguns shows, como o simpático coral dos sapos e a apresentação das escolas participantes do Torneio Tribruxo.

Como não podia ser diferente, logo corri para a Dedosdemel (Honeydukes) e me senti no paraíso. Uma loja de doces à moda antiga com seus potes de vidro (que podem ser comprados) repletos de balas de todas as cores e, por estarmos no mundo de Potter, de todos os sabores – mesmo os mais inimagináveis. Pirulitos ácidos, esqueletos e caldeirões de chocolate, bombons explosivos, e um balcão com doces “de confeitaria” (tipo tortinhas, bolos e enormes maçãs cobertas com chocolate) são só algumas das iguarias que podem ser compradas por lá. Além, claro, dos clássicos Feijõezinhos de Todos os Sabores e dos Sapos de Chocolate – os únicos itens que comprei apesar da dificuldade em resistir em meio a tantas delícias (algumas não tão deliciosas assim, imagino eu!).



Aproveitei para explorar a Zonko’s, já que aqui acontece o mesmo que com o Três Vassouras e o Cabeça de Javali: a Dedosdemel e a Zonko’s são “a mesma loja” no interior, apenas a decoração dos ambientes é que muda. (Aliás, é assim em praticamente todas as lojas lá.) Na Zonko’s vi as famosas Orelhas Extensíveis (invenção perspicaz dos gêmeos Weasley em Harry Potter e a Ordem da Fênix), Ioiôs Berrantes e Mini-Pufes, e também outros brinquedinhos com carinha de antigos (tipo um tal “Robô Lilliput” e um “Elefante de Bicicleta”).



Muitas das lojas são somente vitrines decoradas. Outras, como as que citei acima, são lojas reais, onde podemos entrar e comprar objetos e lembranças potterianas para todos os gostos. A vitrine da Floreios e Borrões (Tomes & Scrolls), por exemplo, tem os livros de Gilderoy Lockhart. Já no Correio (Owl Post) é possível enviar, de verdade, cartões-postais com selo de Hogsmeade! Lá também é possível comprar cartelas de selos e papéis de carta com o timbre de Hogwarts, entre outras coisinhas. Apesar das vitrines separadas, a loja é contígua ao Corujal e a outras lojas, como a Olivaras e a Dervixes e Bangues.



Para adentrar a Dervixes e Bangues (Dervish and Banges) peguei uma fila básica. O volume de gente era tamanho que a entrada nas lojas era limitada a determinada quantidade de pessoas por vez para evitar superlotação. E mesmo assim, a sensação era a de um ambiente superlotado em absolutamente TODAS as lojas. O que acontece é que as lojas são minúsculas e com passagens bem estreitas – penso que seja até certo ponto proposital a fim de ficar mais próximo ao universo bruxo de Harry Potter. Na prática, porém, não é nada prático... Um ponto bem negativo é que nenhuma das lojinhas pareceu “amigável” aos cadeirantes. Se para quem não é deficiente a locomoção lá já é dificultosa, fico pensando como deve ser para os visitantes em cadeiras de rodas.

Voltando à Dervixes e Bangues... Sabe aquela vontade de comprar tudo o que você vê pela frente? Aquela sensação de estar maravilhada e não saber para qual lado olhar primeiro? (Isto é, até você perceber que não tem escolha. É a multidão que vai te levando e te guiando conforme você vai tentando olhar – com as mãos, claro! – os tantos produtos e decidir se leva ou não.) Dentro da loja, uma pequena surpresa ao encontrar O Monstruoso Livro dos Monstros – que se mexia de verdade na tentativa de escapar das amarras e morder o que estivesse à frente. Na Dervixes dá para comprar de tudo: capas de Hogwarts, cachecóis das Casas, suéteres de lã iguais aos do uniforme (quis muito, mas não comprei), patches bordados com o brasão de cada Casa, bolas de quadribol, Bisbilhoscópios, O Pasquim (com os óculos 3D Spectrespecs iguais aos de Luna!), cadernos tipo Moleskine, miniaturas do Cálice de Fogo,... Enfim, muita coisa! Dá para comprar varinhas lá também (ou seria no Correio? Essa história de lojas contíguas confunde, às vezes não sabemos ao certo em qual loja realmente estamos).

A Olivaras é um cantinho dentro da Dervixes, mas com uma entrada só dela e, adivinhem, uma fila demoradíssima para entrar. É que dentro da salinha escura acontece o “minishow” em que uma pessoa por grupo é escolhida para viver a experiência de “testar” e então “ser escolhida” por aquela que será sua varinha ideal. Tempo curto, fila imensa, acabei não conferindo a atração. Mas vocês podem vê-la nesse vídeo aqui. Deve ser bem mais legal ao vivo!

Acabei comprando pouquíssimas coisas (não me considero uma grande consumista e nem consumidora compulsiva!), porém confesso que me arrependi de não ter levado algumas outras coisinhas mais. Vieram comigo na mala um pacotinho de Feijõezinhos de Todos os Sabores, um Sapo de Chocolate (veio o card da Rowena Ravenclaw, fundadora da Corvinal) e uma varinha da – mais queridinha – Luna Lovegood! É possível comprar varinhas de vários personagens. A do Voldemort é uma das mais legais, mas percebi que a mais buscada entre os visitantes era a do Sirius Black além, óbvio, da varinha de Harry, Ron e Hermione. Também há varinhas “genéricas”, que não são de nenhum personagem específico, e que você pode escolher de acordo com o mês do seu aniversário (cada mês indica uma varinha de modelo e “composição” diferentes). São todas bem feitinhas, feitas de resina.


Comprinhas: Feijõezinhos de Todos os Sabores, Sapo de Chocolate e a varinha da Luna Lovegood!

No Empório do Filch de Artigos Confiscados (Filch’s Emporium) dá para comprar pelúcias de Edwiges e Bichento, um Mapa do Maroto, máscaras dos Comensais da Morte, e até um tabuleiro de xadrez bruxo (absurdamente caro, inclusive).

Falando da experiência de imersão no mundo de Potter, além dos sons da Murta Que Geme nos banheiros (conforme contei na primeira parte do post), os funcionários do parque estão todos caracterizados como manda o figurino e – que lindo! – os caixas eletrônicos possuem plaquinhas do Gringotes.

Foi com minhas comprinhas a tiracolo e um montão de memórias mágicas que terminei meu dia em The Wizarding World of Harry Potter. Apesar da multidão e dos poréns que isto representou – como ter perdido vários detalhes das lojas, a longa espera nas filas,... –, foi certamente um dia inesquecível. Uma dobradinha teria sido interessante para conferir a atração que faltou (a Flight of the Hippogriff) e para captar mais detalhes do que já vi nas filas e nas lojas (inclusive as vitrines), além de assistir aos shows com calma – só vi de relance o coral dos sapos, mas não parei para assistir.


E PARA QUEM VAI...
Para quem está planejando ir, sugeriria 2 dias no parque (considerando todo o Islands of Adventure, e não só a área do Harry Potter). No Wizarding World, eu recomendaria fazer todas as atrações e olhar as lojinhas no primeiro dia, mas deixar as compras só para o dia seguinte. Assim também dá para planejar direitinho o que comprar, presentinhos para levar,... Também sugiro aproveitar o segundo dia para dedicar um tempinho a mais em fotos mais “garbosas” do vilarejo e das atrações. O lugar rende muita foto bacana, mas com toda a ansiedade e o tempo corrido para ver/fazer tudo, nem sempre conseguimos parar para tirar todas as fotos que queremos (de todos os ângulos possíveis).

Para quem já foi, ótima notícia: há rumores de uma expansão vindo aí. Não pesquisei muito sobre o assunto, mas em Orlando é comum haver novidades nos parques praticamente todo ano, então acredito que tais rumores sejam verdadeiros, para a nossa felicidade. A expansão incluiria um Expresso de Hogwarts “real”, uma atração baseada no Gringotes e uma réplica do Beco Diagonal. Agora só falta juntar grana para voltar... E juntem mesmo: como vocês já sabem ou imaginam, as compras no parque não saem nada baratinhas.


Ah, um pequeno plus! A foto abaixo não faz parte da área potteriana; tirei-a numa loja no Downtown Disney, que é um centro de entretenimento da Disney com restaurantes, bares e lojas. Olha só os livrinhos legais que encontrei por lá: um livro de culinária baseado no universo de Harry Potter e um capa dura de Os Contos de Beedle, o Bardo! Antes que me perguntem... Não, não levei nenhum dos dois (às vezes acho que sou racional até demais com compras), e sim, me arrependi levemente.



QUEREM VER MAIS?
  • Coloquei algumas outras fotos que tirei na página do Livro Lab no Facebook. (Apesar de que não há muitas e não gostei das que tirei, ficou uma coisa meio “às pressas”...)

  • Comer e beber: para saber mais sobre as comidinhas e os restaurantes do parque, leiam este post aqui. (Em inglês)

  • Atrações: não deixem de visitar este fan site do Wizarding World, tem várias fotos e detalhes legais de cada uma das lojas. (Em inglês)
    E também dá para explorar as áreas de The Wizarding World of Harry Potter nos dois sites oficiais da Universal, aqui e aqui. (Em inglês)

  • Compras: para conferir algumas das coisinhas que você pode comprar por lá, visitem a loja online da Universal. (Em inglês)
    A loja brasileira Varinha também vende alguns produtos encontrados no parque.

  • Mais fotos: para ver fotos bacanudas do Wizarding World, visitem este álbum que descobri no Flickr.

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

17 COMENTÁRIOS

  1. Que sonho!!!
    Queria muito conhecer!
    Boa viagem para vc!
    =)
    Rizia -Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Incrível! Amei os dois posts a respeito.
    Um beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais legal, lá você deve se sentir bem dentro do livro. Acho que se fosse eu, ficaria na frente de uma coruja, até ela entregar a minha carta de Hogwarts. kkk
    Tirando a brincadeira, espero que tenha aproveitado, é um dia de sonhos, né?
    Beijokas
    Jeh
    www.starbucksandbooks.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha eu também iria amaaaar receber minha carta de Hogwarts, com certeza descobriria lá minha verdadeira vocação hahah.
      Com certeza foi um dia de sonho!! =) Obrigada pela visita e pelo comentário! Um beijão!

      Excluir
  4. Que sonho! Eu tbm quero ir no parque do HP!! *-*
    Nem li os livros e desisti dos filmes, mas deve ser um sonhos mesmo assim! hahaha

    Beijo!
    http://milalices.tumblr.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nãããão me diz isso!!! Leia os livros! Leia, leia, leia! Sério, a série HP é um marco, aquele tipo de coisa que todo mundo deve ler um dia. Eu adoro os filmes também, mas só porque eles me fazem visualizar o livro. Acho que se não tivesse lido os livros, eu não iria curtir tanto os filmes, não.
      Mas sério, tô preocupada agora. Lê os livros, por favor!! =P
      Beijo!

      Excluir
  5. Aiiii,que TOOOP TOOPP TOOOP! AMEI
    Sortuda hahaha
    Beijo
    http://www.livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Iria gastar horrores nessa lojinhas, ia mesmo.
    Iria comprar os Feijões (óbvio), varinhas, da Luna e da Hermione se tivesse. Cartões postais, papel de carta, muito disso!!!
    Tu aproveitou bem e tem que ser assim mesmo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Helana, tinha cada coisinha legal e acabei comprando superpouco (só os 3 itens que mostrei aqui no post mesmo). Mas a verdade é que me arrependi um pouco de não ter comprado mais coisas. Mas a varinha da Luna, certeza que tinha que voltar com ela hihi!

      Excluir
  7. Oie Aline!

    Eu voltaria completamente falida para o Brasil rs... Tenho a varinha do Dumbledor, mas quero comprar a do Voldemort e do Harry *-*

    Adorei as fotos!

    bjus;***
    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A do Dumbledore é bem legal, e fiquei muito tentada a levar a do Voldemort (inclusive meu namorado ficou falando que tinha gostado mais dela haha), é uma das mais legais. Só que eu adoro a Luna, então eu tive que voltar com a varinha dela, né hehehe. Bjo!

      Excluir
  8. Nossa, deve ser uma experiência única! Ainda vou realizar esse sonho, com certeza!!
    bjos
    http://tyelehopes.blogspot.com.br/

    ps: suas fotos ficaram muito boas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma experiência bem legal, tenho certeza que você vai amar quando você for!!! Ah, valeu pelo comentário das fotos! Eu fiquei até meio desanimada quando cheguei e fui ver minhas fotos porque não foram muitas e tinha coisas e ângulos que eu estava louca p/ fotografar mas acabou num dando para parar o tempo todo p/ tirar foto. Mas fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  9. Que sonho! Estou louca para ir nesse parque (quem não está?) estão falando tão bem dele e parece que vão lançar outro na California e expandir esse (como você disse). Estão falando que estão gravando um novo trecho de HP para passar no parque... Amei as fotos e me deixou com mais vontade de ir para lá kkk
    Beijos
    http://umameninadeallstar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente amei o post.
    Quero tanto ir... Deve ser inesquecível mesmo!
    Fiquei impressionada com o seu controle e comecei a me achar um tanto consumista, rs.
    Você comprar a varinha da Luna, que coisa perfeita!
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Aline! Tudo bem?
    Mágica essa viagem, hein!
    Conversando com meus botões, percebi que viajar para o The Wizarding World of Harry Potter seria melhor do que gastar a nota que ''pretendia''com a festa de formatura da faculdade, será algo que recordarei por muitos e muitos anos!
    Eu sou super ''doida com compras'', penso pouco, já vou comprando! Acho que iria à falência se fosse xD
    Muito legal o post, vou conferir a parte I!

    Beigos,
    http://mauraparvatis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maura! Eu, particularmente, sou muito mais viajar a gastar grana com festa. Mas isso, claro, depende de cada pessoa, dos gostos, etc. A primeira vez que fui à Disney foi logo após o término da minha faculdade e consegui graças aos 3 anos juntando na poupança. Se eu tivesse feito a formatura, esse dinheiro teria ido embora. Não fiz a festa e não me arrependo nem um pouco, nunca me arrependi! Vai do gosto de cada um, da importância que cada um dá às coisas. No meu caso, sou mil vezes mais feliz viajando do que tendo uma festa. =P

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros