5 motivos para ler Nelson Rodrigues | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Fala Sério, Mãe! – Larissa Manoela e elenco falam sobre o filme  Leituras de outubro: 4 ótimos livros (ou quase!)  Resenha da HQ: A Diferença Invisível, de Julie Dachez e Mademoiselle Caroline
Leituras de abril

5 motivos para ler Nelson Rodrigues

5 motivos para ler 7 de agosto de 2012 Aline T.K.M. 11 COMENTÁRIOS


Nelson Falcão Rodrigues, ou simplesmente Nelson Rodrigues, nasceu na cidade de Recife, em 23 de agosto de 1912. Reconhecido como um grande escritor, dramaturgo e cronista, está imortalizado na literatura brasileira. Foi repórter policial, escreveu crônicas, contos, correio sentimental, folhetins, comentário esportivo (era apaixonado por futebol) e artigos opinativos. O teatro entrou em sua vida por acaso, devido a dificuldades financeiras, e aí se consagrou, apesar de suas peças serem constantemente consideradas como obscenas e imorais.
Faleceu no Rio de Janeiro, em 21 de dezembro de 1980.

Nelson Rodrigues completaria 100 anos em 2012. Por ocasião do centenário do autor, vários eventos estão rolando em todo o país. Exposições, peças, leituras, debates... Vale a pena conferir.

E vamos aos 5 motivos...

1. Nelson Rodrigues foi um importante representante da literatura teatral do seu tempo e a peça “Vestido de Noiva” foi um marco no teatro brasileiro moderno por seu caráter inédito. Tendo escrito dezessete peças teatrais, o autor enfrentou problemas com a censura e a polêmica em torno de suas obras, já que o erotismo esteve muito presente. O crítico Sábato Magaldi editou as obras de Nelson Rodrigues em quatro volumes, dividindo-as em três grupos: Peças psicológicas, Peças míticas e Tragédias cariocas. O autor assinava algumas de suas obras sob o pseudônimo Suzana Flag.

2. A originalidade foi um aspecto marcante do autor. Realista em pleno Modernismo, chegou a ser considerado um novo Eça de Queirós. Nelson Rodrigues criticou sordidamente a sociedade e suas instituições, principalmente o casamento, transpondo a tragédia grega (e suas regras) para a sociedade carioca do início do século XX, dando surgimento à contemporânea “tragédia carioca”. O aspecto erótico foi sempre bastante marcante em sua obra.

3. Em vida, acompanhou a adaptação cinematográfica de sua obra, tendo colaborado com o roteiro de “A Dama do Lotação”, “Bonitinha, mas ordinária” e “Álbum de Família”. Foi responsável, também, por escrever os diálogos para os filmes: “Somos Dois”, de Milton Rodrigues, e “Como ganhar na loteria sem perder a esportiva”, de J. B. Tanko.
Ainda, Nelson Rodrigues foi pioneiro na teledramaturgia brasileira com a autoria da novela “A Morta Sem Espelho” para a extinta TV Rio. Outras novelas foram baseadas na obra do autor, como “O Homem Proibido” e “Meu Destino é Pecar”, entre outras, e também a conhecida minissérie “Engraçadinha: seus amores e seus pecados”.

4. A série televisiva “A vida como ela é...” foi baseada nas obras de Nelson Rodrigues (com adaptação de Euclides Marinho e dirigida por Daniel Filho). Fruto de uma apurada observação sobre o mundo, “A vida como ela é...” trazia temas do universo passional. A série foi exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, em 1996, com reprise em 1997 e em 2001.

5. Nelson Rodrigues foi autor de inúmeras frases – as “pérolas rodrigueanas”. Suas “mil melhores frases” foram organizadas pelo jornalista e escritor Ruy Castro e publicadas pela editora Companhia das Letras sob o título de Flor de Obsessão.

“Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu.” [Nelson Rodrigues]

PRINCIPAIS OBRAS:
Peças:
Mulher sem Pecado (1941)
Vestido de Noiva (1943)
A Falecida (1953)
Os Sete Gatinhos (1958)
Boca de Ouro (1959)
Beijo no Asfalto (1960)
Toda Nudez Será Castigada (1965)
Teatro Completo (1981-89) – Organização de Sábato Magaldi, 4 volumes

Romances:
Meu Destino é Pecar (1944) – como Suzana Flag
O Homem Proibido (1951) – como Suzana Flag
O Casamento (1966)

Contos:
Cem Contos Escolhidos – A vida como ela é... (1961) – 2 volumes
Elas Gostam de Apanhar (1974)
A vida como ela é... – O homem fiel e outros contos (1992) - Seleção de Ruy Castro

Crônicas:
Memórias de Nelson Rodrigues (1967)
O óbvio ululante (1968)
A cabra vadia (1970)
O reacionário (1977)

Frases / Depoimentos:
Flor de Obsessão: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues (1997) – Organização de Ruy Castro
Nelson Rodrigues – por ele mesmo (2012) – Organização de Sônia Rodrigues, filha do autor

PARA SABER MAIS:
Nelson Rodrigues: 100 anos – site comemorativo do centenário do autor, da Editora Nova Fronteira
Nelson Rodrigues, o Eterno – matéria da revista Bravo! (edição 173, jan/2012)

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

11 COMENTÁRIOS

  1. Oi.
    Li Nelson Rodrigue pela primeira vez na época em que fiz vestibular. Anjo Negro foi uma das obras exigidas para aquele ano.
    Eu, que não havia lido muita coisa de teatro até aquele momento (conhecia basicamente o Suassuna, apenas), fiquei fascinado por Anjo Negro, é um dos meus livros favoritos no skoob. Ainda não tive a oportunidade de ler mais obras do autor (os livros dele são fininhos e um tanto caros).
    Adorei o post. Digo e repito, adoro seu gosto literário, adoro seu blog ;)

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha me interessado mto pelas obras de Nelson Rodrigues, mas gostei das dicas, quem sabe não seja o próximo autor na lista de leitura?

    Andy_Mon Petit Poison

    ResponderExcluir
  3. @leitor compartilhado
    Pois é, os livros são caros, sim. Dele, já li alguns contos e gosto do estilo. Não sou fã de teatro, mas sabe que gostei de O Auto da Compadecida. Outra obra interessante que li de teatro brasileiro foi O Abajur Lilás, de Plínio Marcos.
    Valeu pelo elogio! =P

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, realmente me convenceu a dar uma chance ao autor! :D

    Beijos
    Bia | www.livroseatitudes.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada do autor, mas agradeço a dica! Sempre é bom saber de novas leituras ;)

    Beijos, Milena.
    Livros na Cabeça

    ResponderExcluir
  6. Apesar de só ouvir coisas boas sobre os livros dele, nunca li nda. Adorei suas dicas, a 2 me conquistou de vez pq sou fã do Eça e fiquei curiosa para saber se tem alguma semelhança.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nunca li uma obra do autor, mas já estudei alguns trechos. São maravilhosos!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  8. Já li algumas obras e devo dizer que gostei muito.

    ResponderExcluir
  9. Adorei saber mais sobre, e vou buscar ler alguma obra dele.

    Seguindo também.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Article smart really I like it..from INDONESIA with smile.

    ResponderExcluir
  11. Nelson Rodrigues de fato foi um homem além do seu tempo.
    Não cheguei a ler os livros dele, mas as peças li todas.
    Inclusive atuei em Vestido de Noiva (amo demais essa peça), A Falecida, Beijo no Asfalto.

    Foi muito bacana ter lido e atuado peças de Nelson, ele é o cara.

    ResponderExcluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros