Zodíaco [Robert Graysmith] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Sopa de Lágrimas, de Gilbert Hernandez  3 hábitos musicais de hoje e da minha adolescência  My Little Pony – O Filme: 4 motivos para assistir
Leituras de abril

Zodíaco [Robert Graysmith]

Literatura norte-americana 20 de março de 2012 Aline T.K.M. 2 COMENTÁRIOS

Aterrorizando a cidade de San Francisco desde 1968, o serial killer Zodíaco, em cartas cheias de escárnio enviadas aos jornais, escondia pistas sobre sua identidade e usava astuciosas mensagens criptografadas que desafiavam as maiores mentes decifradoras de código da CIA, do FBI e da NSA. Nessa época, o autor, Robert Graysmith, era o cartunista de política do maior jornal do norte da Califórnia, o San Francisco Chronicle, de forma que estava lá quando cada uma das cartas criptografadas, cada mensagem codificada, cada farrapo de roupa ensanguentada das vítimas chegou à redação. Esta é a história real de uma caçada que se estende por mais de duas décadas e que ainda persiste.

Zodíaco é o tipo de livro indicado para quem, como eu, curte o gênero policial. Não se trata, porém, de um romance policial; o livro relata fatos verídicos, o que certamente proporciona doses extras de emoção. Por mostrar uma história real e ser considerada uma obra de não ficção, a narrativa não mergulha em um “tom” muito literário, digamos que ela apenas esbarra aí, mas o aspecto de relato termina por dominar a maior parte das 416 páginas do livro.

Considerei – opinião bastante pessoal – o início meio “fraquinho”. No entanto, do terceiro capítulo em diante, o livro adquire um ritmo que eu chamaria mesmo de alucinante. A partir do momento em que o assassino Zodíaco começa a enviar cartas aos jornais de San Francisco, é impossível largar o livro. Os capítulos são nomeados de acordo com os crimes e, ainda, estes são subdivididos por datas, o que faz com que realmente acompanhemos a cronologia do caso.

Uma das cartas enviadas
pelo assassino Zodíaco
Detalhes dos crimes e das investigações fazem toda a diferença. Passagens peculiarmente interessantes como, por exemplo, a que explica o procedimento de autópsia e também as buscas por impressões digitais, aproximam ainda mais o leitor dos fatos que estão sendo relatados acerca do caso do tão conhecido (e enigmático) serial killer. Mas, a cereja do bolo aqui é, com certeza, a reprodução das cartas – na íntegra – que o assassino enviou à imprensa, além da inclusão de mapas e retratos falados. Também vale a pena mencionar que o caso tem um teor psicológico importante – o que achei sensacional.

Justamente por se tratar de um caso real, nem tudo o que é relatado apresenta um “sentido perfeito”, não é aquele quebra-cabeça em que as peças se encaixam pouco a pouco e progressivamente. Pistas confusas, suspeitos incertos, além de questões que surgem na cabeça ao longo do livro... Não é difícil surpreender a si mesmo tentando desvendar o caso com base no que é fornecido no livro.

Leitura fortemente recomendada! Esta edição inclui ainda um capítulo falando sobre o filme homônimo, de 2007, dirigido por David Fincher.

Título: Zodíaco
Título original: Zodiac
Autor(a): Robert Graysmith
Editora: Novo Conceito
Edição: 2007
Ano da obra: 1986
Páginas: 416

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

2 COMENTÁRIOS

  1. eu amei o filme, sou louca para ler o livro '-' espero em breve ter a oportunidade.
    beijos

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  2. Ótimo livro. Curti muito a leitura! Ainda mais por ter aquele clima de "ter acontecido realmente".
    Parabéns pelo Blog, vou visitá-lo com frequencia.
    Abcs!
    www.livroseopiniao.blogspot.com

    ResponderExcluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros