‘Instinto’: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Hábitos de Leitura  Resenha: Os Gigantes da Montanha  Resenha: Tirza
Semana do Consumidor Amazon | Livros

‘Instinto’: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues

Cinema holandês 16 de janeiro de 2020 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Instinto: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues | Cinema

Indicado pela Holanda para concorrer ao Oscar 2020 de Melhor Filme Internacional, Instinto toca em campos delicados e traz personagens complexos. O filme entra em cartaz hoje nos cinemas e é o primeiro longa-metragem dirigido por Halina Reijn, que é também atriz, escritora e produtora.

SINOPSE

Nicoline (Carice van Houten) é uma psicóloga experiente que está começando em um novo emprego em uma instituição penal, onde conhece Idris (Marwan Kenzari), condenado por estupro. Após cinco anos de tratamento, Idris tem a confiança dos demais profissionais da instituição e está prestes a ter sua primeira saída em liberdade condicional desacompanhada. Mas Nicoline não confia nele e tenta adiar a soltura. Diante do ceticismo dela, Idris vai se tornando cada vez mais violento, e os dois se veem envolvidos em um perigoso jogo de poder.

POR QUE ASSISTIR

Muito mais do que a trama em si, Instinto atrai pela complexidade da protagonista, Nicoline, interpretada por Carice van Houten. Uma mulher que, logo nos primeiros minutos do longa, deixa evidente seu distanciamento, evitando relações mais duradouras e próximas até mesmo no campo profissional.

Instinto: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues | Cinema

Nicoline cai na armadilha de poder e manipulação de Idris, seu paciente que é também um criminoso sexual, e cai na própria armadilha de desejos e sentimentos divergentes. E, à medida que ambos se envolvem de maneiras irremediáveis, nós, espectadores, também caímos na inevitável armadilha que é Nicoline. Quase um labirinto repleto de meandros obscuros, a terapeuta revela, por meio do comportamento esquivo, a inaptidão em se relacionar e em manter intimidade com outras pessoas. Tal característica aparece reforçada na relação com a mãe, quem por vezes chega a parecer invasiva e sufocante diante do desconforto da filha.

Instinto: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues | Cinema

A dominação é um aspecto bastante presente na trama. Nicoline evita, mas também anseia por certa intimidade, que encontra ao ser dominada pelo outro. A essa altura, então, estamos todos em terreno perigoso. Nicoline se deixa dominar, mas também é violentada. Idris sabe bem o que está fazendo, e Nicoline percebe instintivamente a manipulação dele. Nós observamos o que está acontecendo, mas, diante de limites tão tênues, é possível derrapar para o campo do julgamento e acabar apontando o dedo para a pessoa errada. Trama, personagens... tudo aqui é ardiloso.

O desfecho, no entanto, não poderia ser mais adequado. Nicoline usa as armas que tem para agir de acordo com sua natureza, que a faz se distanciar, e para reforçar e fazer valer a certeza de que Idris não merece a confiança dos demais profissionais da instituição.

Instinto: com trama repleta de armadilhas, filme dirigido por Halina Reijn fala sobre poder, desejo e limites tênues | Cinema

Com atuações indiscutivelmente excelentes, Instinto não é um filme fácil nem tranquilo, cujo entendimento percorre vias sinuosas – não me surpreenderei se encontrar por aí interpretações cruéis e problemáticas da protagonista.

Apenas senti que faltou conhecer um pouco do histórico dessa mulher e, especialmente, de sua relação com a psicologia, uma área que requer interesse genuíno por pessoas e uma aproximação, ainda que profissional, para ajudá-las. Não estou dizendo que essa "lacuna" prejudica a apreciação do longa, mas somente que, diante de uma personagem como Nicoline, é impossível não sermos tomados pela necessidade de descortinar cada uma de suas camadas.

TRAILER E INFOS




Instinto (Instinct) – 108 min.
Holanda | 2019
Direção: Halina Reijn
Roteiro: Esther Gerritsen, Halina Reijn
Elenco: Carice van Houten, Marwan Kenzari, Marie-Mae van Zuilen, Pieter Embrechts, Ariane Schluter, Betty Schuurman

Estreia: 16 de janeiro

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 10 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além de teatro, dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

Nenhum comentário

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros