5 motivos para não perder o Festival Varilux de Cinema Francês 2019 | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Duplo Eu  Resenha: Confissões do Crematório, de Caitlin Doughty  Resenha: O Cemitério, de Stephen King
Semana do Consumidor Amazon | Livros

5 motivos para não perder o Festival Varilux de Cinema Francês 2019

Cinema francês 6 de junho de 2019 Aline T.K.M. Nenhum comentário

5 motivos para não perder o Festival Varilux de Cinema Francês 2019

A essa altura vocês sabem que o cinema francês é queridinho para mim, e essa época do ano é minha preferida porque é quando rola o Festival Varilux de Cinema Francês!

A edição de 2019 deste que é o maior festival de cinema francês fora da França começa hoje (6) e vai até o dia 19 de junho e, como sempre, a programação está arrebatadora. Por isso, listei abaixo 5 motivos para não deixar de conferir o Festival Varilux de Cinema Francês 2019!


1. O Festival Varilux de Cinema Francês completa 10 anos e, neste ano, vai ultrapassar a marca de 1 milhão de espectadores. Durante essa trajetória, o festival caiu nas graças dos cinéfilos brasileiros, trazendo diversidade cultural e opções destinadas ao público adulto e infantojuvenil. Não é à toa que assistimos ao crescimento do festival, tanto em número de cidades, como também de salas de cinema e de público.


2. Como eu disse lá em cima, a programação deste ano está arrebatadora. A curadoria aponta para a diversidade, mas também podemos observar o tema “abuso sexual” permeando alguns longas na presente edição.

Alguns destaques: A Revolução em Paris (Un Peuple et son Roi), de Pierre Scholler; Graças a Deus (Grâce à Dieu), de François Ozon; Cyrano Mon Amour (Edmond), de Alexis Michalik; Meu Bebê (Mon Bébé), de Lisa Azuelos; Um Homem Fiel (L’Homme Fidèle), de Louis Garrel; Quem Você Pensa Que Sou (Celle Que Vous Croyez), de Safy Nebbou.

5 motivos para não perder o Festival Varilux de Cinema Francês 2019

3. Como já é tradição, atores e diretores desembarcam em São Paulo e no Rio de Janeiro para sessões seguidas de debate.

Os atores François Civil e Joséphine Japy apresentam o filme Amor à Segunda Vista (Mon Inconnue); Civil também apresenta o filme Quem Você Pensa Que Sou (Celle Que Vous Croyez). O ator Swann Arlaud apresenta o premiado Graças a Deus (Grâce à Dieu). Representando o longa Meu Bebê (Mon Bébé), a diretora Lisa Azuelos e a atriz Thaïs Alessandrin, mãe e filha na vida real, marcam presença. O diretor, autor e roteirista Alexis Michalik vem para falar sobre Cyrano Mon Amour (Edmond). O diretor Pierre Scholler apresenta A Revolução em Paris (Un Peuple et son Roi). E, por fim, o casal de diretores Andréa Bescond e Éric Métayer estão no país para falar sobre Inocência Roubada (Les Chatouilles).


4. O clássico do Festival Varilux deste ano é Cyrano de Bergerac (1990), a comédia dramática de Jean-Paul Rappeneau, baseada na peça homônima de 1897, de Edmond Rostand.

O longa conta a história de Cyrano, um poeta bastante sentimental e que é apaixonado por Roxanne, mas não tem coragem de cortejá-la por vergonha de ter um nariz avantajado. Em vez disso, ele escreve cartas de amor para que Christian, charmoso mas sem os mesmos talentos de Cyrano, conquiste a donzela. Roxanne acaba se apaixonando perdidamente pelo autor das cartas, sem saber que Cyrano é quem as escreve.

5 motivos para não perder o Festival Varilux de Cinema Francês 2019

5. Este ano a programação do Festival Varilux também será exibida em salas das redes Cinemark e Cinépolis. Além disso, haverá sessões gratuitas e/ou a preços populares, de forma a romper fronteiras e tornar o festival mais democrático. Em São Paulo, por exemplo, o Teatro Aliança Francesa terá sessões gratuitas de Cyrano de Bergerac e de Asterix e o Segredo da Poção Mágica.

VINHETA DO FESTIVAL


Sobre o festival
O Festival Varilux de Cinema Francês é realizado pela produtora Bonfilm e tem como patrocinador principal a Essilor/Varilux, além do Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura; a Secretaria de Estado de Cultura, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro; a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Outros parceiros importantes são as unidades das Alianças Francesas em todo Brasil, a Embaixada da França no Brasil, as distribuidoras dos filmes e os exibidores de cinema independente/de arte e as grandes redes de cinema comercial.

Sobre a Bonfilm
Além de distribuidora, a Bonfilm é realizadora do Festival Varilux de Cinema Francês, que em sua última edição, em 2018, esteve em quase 88 cidades, com um público de 172 mil espectadores, comprovando o sucesso de público e mídia. Desde 2015, a Bonfilm organiza também o Festival Ópera na Tela, dedicado ao gênero da ópera, ao ar livre no Rio de Janeiro e em cinemas de todo Brasil.


Festival Varilux de Cinema Francês 2019
De 6 a 19 de junho
Site | Facebook | Instagram | YouTube

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 9 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

Nenhum comentário

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Editoras Parceiras