Em cartaz: Uma Lição de Vida | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Sopa de Lágrimas, de Gilbert Hernandez  3 hábitos musicais de hoje e da minha adolescência  My Little Pony – O Filme: 4 motivos para assistir
Leituras de abril

Em cartaz: Uma Lição de Vida

Em cartaz 7 de agosto de 2014 Aline T.K.M. 7 COMENTÁRIOS


Coprodução entre EUA, Quênia e Reino Unido, e dirigido por Justin Chadwick (Mandela: O Caminho para a Liberdade), Uma Lição de Vida promete emocionar com história verídica.

Num vilarejo do Quênia, Maruge (Oliver Litondo) ouve no rádio que a educação gratuita é um direito de todos. Não tendo tipo oportunidade de estudar no passado, o senhor de 84 anos – um veterano da tribo Mau Mau que lutou pela liberdade do país contra a invasão inglesa – bate à porta da escola primária e espera uma chance de poder aprender a ler. Rejeitado de início, Maruge não desiste; volta a pedir por uma vaga, já de uniforme escolar e uma pequena bolsa a tiracolo, até ser aceito pela professora Jane (Naomie Harris). Em meio a lembranças do doloroso passado, Maruge tem de enfrentar a revolta e as ameaças das autoridades, dos moradores da região e dos pais dos alunos, inconformados por um idoso ter sido aceito na escola.

“Uma Lição de Vida”: história verídica sobre a força da educação e o cruel passado colonial do Quênia

A despeito da péssima escolha do título em português – seria mais interessante um que se aproximasse do original, "The First Grader" –, o longa nos brinda com uma trama de superação que, para nosso alívio, está bem distante da fórmula “autoajuda para assistir”.

Muito poderia ser dito acerca das belezas deste filme. Seja com relação à trama ela mesma, tocante sem jamais escorregar no sentimentalismo piegas; ou então sobre os belíssimos planos fechados, capazes de causas sensações as mais diversas e que exprimem mais que palavras. Prefiro, no entanto, dar ênfase à força dos personagens e à atuação capaz de arrepiar o espectador. Os protagonistas, o idoso Maruge e a professora Jane, colocam a determinação como a base para se operar mudanças e apontam a educação como a principal ferramenta.

Através de flashbacks bem situados, adentramos o passado de Maruge, e somos confrontados com a chocante realidade da luta pela liberdade da ex-colônia britânica. A crueldade extrema e as condições mais desumanas foi o que Maruge encontrou nos campos de detenção na década de 50, após ter tido sua esposa e filhos cruelmente assassinados.

Veio a liberdade para o Quênia, a vida continuou. O passado, porém, nunca foi de todo extinto e permanece como uma ferida que dói, além de uma dívida histórica.

Uma Lição de Vida é a história de uma luta que atravessa gerações. A luta de Maronge para superar seu passado, ir à escola e aprender a ler; a luta de Jane pelo amor à educação; a luta diária das crianças em face das condições precárias da escola, em que cinco alunos dividem uma carteira e tantos outros estudam sentados no chão. Mas também, trata-se de uma inspiradora história de conquista, portadora de uma verdade incontestável: “o aprendizado só termina quando tivermos terra nos ouvidos”.


http://youtu.be/vpD7KRKxqfk

NOTA: 10/10
ESTREIA: 7 de agosto

Uma Lição de Vida (The First Grader) – 104 min.
EUA / Quênia / Reino Unido – 2010
Direção: Justin Chadwick
Roteiro: Ann Peacock
Elenco: Naomie Harris, Oliver Litondo, Tony Kgoroge, Vusi Kunene, Alfred Munyua, Shoki Mokgapa

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

7 COMENTÁRIOS

  1. Filmes sobre educação são sempre inspiradores.
    Sempre é tempo de aprender algo novo. E continuar aprendendo... Basta papel e lápis na mão para mudar o mundo.

    Ótima dica!

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! Honestamente, achei que o filme cairia no clichê, naquela emotividade presente em todo filme de superação e aprendizado; mas não, é realmente um filme que faz pensar, que é bonito e vale a pena ver.

      Excluir
  2. Fiquei com vontade de assistir a esse filme, principalmente pelo contexto histórico do Quênia e pela importância da educação em alterar realidades. Parece lindo! Adorei o teu blog e as dicas que tu postas! Passarei mais vezes por aqui :)
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! E sim, o contexto histórico é mesmo o aspecto mais atraente. Muitas das coisas mostradas imagino que a maioria dos espectadores não tinha conhecimento sobre, ou então sabia por alto. É aquele tipo de filme que tem o pode de transformar algo em nós, sabe. Bj.

      Excluir
  3. Filme sobre fatos reais são sempre uma lição de vida! Gosto muito.
    Fotografia linda do filme - pelo trailer!
    Parece ser emocionante.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! A fotografia do filme é mesmo linda. É um ótimo filme, diferente da maioria massiva que a gente encontra por aí com tema semelhante. Bjo!

      Excluir
  4. Adorei a sinopse, o trailer e já me vejo chorando, esse tipo de filme sempre precisa ser mostrado.

    Andy_Mon Petit Poison
    POISON BOOKS - Até Que Eu Morra (Amy Plum) bit.ly/1q4e5Gx

    ResponderExcluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros