O Quarto de Jacob [Virginia Woolf] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta  Making of O Reino Gelado – Fogo e Gelo: com Larissa Manoela, João Guilherme, João Côrtes e Lipe Volpato
Leituras de abril

O Quarto de Jacob [Virginia Woolf]

Clássicos 2 de janeiro de 2012 Aline T.K.M. 10 COMENTÁRIOS

A tradução é da escritora Lya Luft
Primeiro review de 2012, e não é qualquer review... Um ano que começa com Virginia Woolf tem que ser um bom ano, com certeza!

Com O Quarto de Jacob, Virginia Woolf começa a deixar de lado os modelos tradicionais para aventurar-se em um experimentalismo responsável por seu destaque na literatura mundial.
Acompanhamos a vida de Jacob Flanders, narrada sem contornos claros de começo-meio-fim, os acontecimentos parecem não ter sequência e conexão definidas. De forma introspectiva, são apresentados seus conflitos internos, questionamentos, amores...

Em O Quarto de Jacob tem-se a impressão de que tudo acontece de maneira fugaz. Personagens vêm e vão, assim como na vida real pessoas dividem breves instantes em comum, sem necessariamente seguirem um mesmo caminho. O enredo é quase um "não enredo", visto que a narrativa encontra-se muito mais no nível da consciência; a subjetividade está constantemente presente.

A vida de Jacob é contada sob uma perspectiva bastante subjetiva. Ao leitor são apresentadas diversas peças de um quebra-cabeça que ele próprio deverá montar para obter uma espécie de unidade do que está sendo contado. O aspecto psicológico é bastante forte e doa inigualável riqueza aos personagens. Jacob, em toda a sua introspecção, parece guardar-se em mistério e apresenta nuances diversas, como um enigma que pensamos ser possível decifrar, mas que, na realidade, deciframos apenas parcelas do todo. Os personagens, de forma geral, são riquíssimos nos planos psicológico e das emoções, aspecto que tenho percebido sempre presente ao ler Virginia Woolf.

O Quarto de Jacob não é uma obra “fácil” de ser lida – inclusive, não é uma obra fácil de escrever sobre, e penso que a causa principal deve-se à falta de um enredo delineado e de uma continuidade. Em determinados momentos, não é difícil o leitor desanimar. Mas, da mesma forma como em Rumo ao Farol, uma vez que se pega o ritmo da leitura, o texto flui e percebemos que se trata de uma bela obra que vale muito a pena ser lida.

DICA: não leia O Quarto de Jacob se você acha que a leitura não será feita de forma "seguida". Este não é o tipo de livro para começar a ler, passar dias com ele largado na estante ou esquecido na bolsa, e depois retomar a leitura normalmente. Não dá: vai ser inevitável perder o fio da meada.

Curiosidade: o personagem Jacob Flanders foi inspirado em um dos irmãos da autora, Thoby.

Título: O Quarto de Jacob
Título original: Jacob’s Room
Autor(a): Virginia Woolf
Editora: Novo Século
Edição: 2008
Ano da obra: 1922

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

10 COMENTÁRIOS

  1. Hey Aline ^^

    Fiquei curiosa para saber mais sobre tal personagem (Jacob).
    Sua resenha ficou com um "ar" de suspense.

    Xxx

    :: Loma

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aline!
    É, pela sua dica eu não vou ler O Quarto de Jacob, porque eu não gosto de livros que não tem uma sequência, mas para quem gosta, parece ser bem interessante.

    Beijos,
    Bianca - Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  3. Venho desejar um feliz ano novo, cheinho de benção, alegria e saúde!!

    Beijos


    Dri Viaro
    www.driviaro.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sempre quis ler algo dessa autora! Não imagino que irei começar por esse livro, mas adorei a resenha! Mostrou bem o livro :)

    Gabi

    ResponderExcluir
  5. Dommage que je ne puisse pas lire le Portuguais! :o)

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bom? Então, é a minha primeira visita aqui no seu e poxa, estou adorando! Estou seguindo e voltarei mais vezes!


    Também tenho um blog, passa por lá? Te deixo o link dele:
    http://25conto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Wow, a obra é bem antiga, hein?

    Eu acho que não iria gostar, porque não é algo começo-meio-fim, e eu sou um pouco lerda, iria não acabar entendendo o enredo e o contexto. Mas em si, deve ser um livro maravilhoso.

    Gostei do seu blog, é bem diferente *-*

    Bjonas!

    Fique com Deus <3

    ResponderExcluir
  8. Acho que vou começar a te seguir Aline, gosto de blogs de leitura (:

    ResponderExcluir
  9. Ainda não conhecia esse livro e achei bem interessante.
    O seu blog é muito legal e já estou te seguindo.
    Te convido a conhecer o meu blog e se gostar me seguir também ;)
    Beijinhos
    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com/
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  10. Várias vezes vi livros da autora, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Parece ser um livro bom para ler, mas, pelo que entendi, tem que separar um tempo dedicado só para ele o que acaba complicando. Espero ter oportunidade de ler um livro dessa escritora! :D
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros