O Bigode [Emmanuel Carrère] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

O Bigode [Emmanuel Carrère]

À la française 4 de novembro de 2011 Aline T.K.M. 12 COMENTÁRIOS

Em uma manhã qualquer, um homem decide raspar o bigode que ele vinha usando há 10 anos. Com ato tão simples pretende mudar um pouco, surpreender a mulher, os amigos. Porém ninguém percebe a mudança; afirmam, ainda, que ele jamais usou bigode. Ele começa, então, a recolher provas da existência do bigode, dando início a questionamentos e confusão, que nos fazem caminhar da realidade ao delírio sem saber de qual lado ficar.

Estamos diante de uma obra, no mínimo, intrigante. O Bigode, de Emmanuel Carrère, nos mostra um protagonista muito bem elaborado, porém, e por conta do próprio enredo, há a constante sensação de ausência da última peça de um quebra-cabeça. E é daí que vem o ponto alto do livro: o leitor não consegue desgrudar das páginas, tomado pela ânsia de entender o que se passa com o ex-bigodudo e o mundo ao redor dele.

O leitor é arrastado pelo redemoinho psicológico que envolve a trama. As questões são muitas, e colocamos à prova – junto com o protagonista – a veracidade dos fatos e a integridade psicológica dos personagens. Inclusive não descartamos a possibilidade de alguma conspiração contra nosso pobre protagonista.

O livro é narrado em terceira pessoa, mas sempre através do olhar do protagonista; é como se tudo nos fosse contado sob a perspectiva do personagem central – há momentos em que nos sentimos dentro de sua mente, inclusive. Os demais personagens têm seu papel no enredo, mas nada tão crucial. Agnes, a mulher do protagonista, tem algum destaque na trama, mas ainda assim, tudo – e todos – gira em torno do grande conflito que envolve o personagem principal, o homem que raspou o bigode.

A leitura é super fluida e o livro tem um ritmo acelerado. O aspecto psicológico (questionamentos, hipóteses perante os fatos) domina a narrativa. Merecem destaque as descrições presentes no livro, cruas e diretas, porém absolutamente carregadas de força, ou ainda demonstrando uma calmaria singular.

Não posso deixar de mencionar que o mais interessante desta leitura é tentar compreender o que a figura do bigode representa. Muito além de ser apenas um tufo de pelos, o bigode nos remete à identidade do personagem. Indo um pouco além, diria que esta identidade representada pelo bigode está mais próxima de ser aquilo que a sociedade moldou no personagem, um papel que ele representa para que as expectativas da vida cotidiana sejam atendidas. Um papel que todos nós representamos e do qual, muitas vezes, nos tornamos indissociáveis. Raspar o bigode seria mais do que uma simples fuga para o personagem do livro, seria libertar-se das pressões e cobranças – parar de andar conforme o fluxo para recuperar vontade própria e ir de encontro ao indivíduo real por trás do “disfarce” de todos os dias. Notamos, porém, um despreparo interno da parte dele em relação a esta libertação, uma visível impossibilidade de desvincular-se do papel que lhe foi atribuído na sociedade. A partir daí, a confusão mental, o possível delírio, encontra lugar para instalar-se, dada a busca desorientada do personagem por sua própria identidade – a real.

Nem preciso dizer que esta é uma leitura super recomendada. As 140 páginas, que já não são muitas, têm tudo para serem vorazmente devoradas por aqueles que apreciam conflitos e incertezas quanto à realidade – na literatura, claro.

Curiosidade: o livro teve uma adaptação para o cinema feita pelo próprio autor, também cineasta. La Moustache - que leva o mesmo nome do livro - foi premiado no Festival de Cannes de 2005.

Título: O Bigode
Título original: La Moustache
Autor(a): Emmanuel Carrère
Editora: Rocco
Edição: 2002
Ano da obra / Copyright: 1986
Páginas: 142

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

12 COMENTÁRIOS

  1. Emmanuel Carrère está na moda aqui na França, com livros sempre muito bem escritos. O último dele que saiu por aqui há poucos meses é "Limanov", e foi recentemente premiado. Ainda não li, mas quero ler!

    ResponderExcluir
  2. NUnca havia falado deste autor! Que interessante :D

    Beijocas,
    Lariane - www.leiturasedevaneios.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adoro livros assim que nos prendem, que quase não conseguimos parar de ler
    Esse livro me pareceu ótimo
    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storiesandadvic

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline!
    Eu adorei sua resenha e fiquei muito intrigada pelo livro!
    Adorei o fato de o bigode ser tão representativo na obra!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que interessante o livro e adorei a sua resenha, fazendo-me querer saber mais sobre a obra. Abraços!

    ResponderExcluir
  6. O título é no mínimo intrigante, para começar a falar. Segundo, o carinha é um escreveu "Outras Vidas que não a minha", foi o maior sucesso na França, se não me engano, mas infelizmente não o li também.

    Fiquei curiosa com O Mustache e devo destacar que a resenha ficou ótima! Me forneceu alguns elementos que realmente me atraem para ler um livro!

    Beijos!
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  7. Nunca tinha ouvido falar do livro nem do autor.
    Livros com essa narrativa que te envolvem psicologicamente fazem você acreditar que é VOCÊ que está ficando doido. É incrível isso.

    Um beijo,
    Luara - @luuara
    http://estantevertical.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que loucura! Nunca tinha ouvido falar nesse livro, e fiquei com a sensação de ser daqueles livros que mostram as coisas além do que elas são. Sabe? Rsrs.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Achei essa dica super interessante! Não conhecia e já anotei aqui! \o/

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline ^^

    Que titulo engraçado rsrs
    Mas que vc falou achei bem interessante o livro, e de engraçado deve ser só o tit. mesmo.

    Dica anotada :)

    Ahhh, obg por participar da promo que Venham as Ferias, boa sorte!


    Beijos
    Rapha - Doce Encanto

    ResponderExcluir
  11. Eu não conhecia o livro, mas gostei do título. Achei inusitado.
    É aquele tipo de livro que gosto. Tem uma trama psicológica, momentos de reflexão e toques de humor.
    Vou dar uma olhada por aqui.
    Esse com certeza está na lista!!
    Ótima dica :)

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  12. Gostei mais do filme! heheha
    comentei sobre as diferenças deles em minha pagina ;)

    ResponderExcluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros