Não curti o livro... e agora? | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Filme: Um Tio Quase Perfeito  Livros recebidos em abril  Resenha + Sorteio: Quer que eu desenhe? (vol.2)
Leituras de abril

Não curti o livro... e agora?

Blogando 18 de novembro de 2011 Aline T.K.M. 6 COMENTÁRIOS

A literatura nacional, felizmente, tem ganhado cada vez mais espaço nos blogs literários. Resenhas surgem a todo momento e, pessoalmente, adoro conhecer as novidades do universo literário brasileiro – principalmente se são obras que ainda não encontramos ou que não têm tanto destaque nas livrarias. Não é raro, porém, notar certa reserva em relação às resenhas de literatura nacional contemporânea, principalmente no caso de parcerias diretamente com os autores. Antes de tudo, penso que estas parcerias são realmente muito bacanas, já que são o tipo de iniciativa em que todos saem ganhando: o blog ganha material para desenvolver conteúdo, o autor divulga seu trabalho em um ambiente bastante rico (não se pode negar que a blogosfera reúne um poderoso público formador de opinião) e o leitor tem acesso fácil às novidades da literatura nacional.

Que o nosso país está repleto de talentos literários (novos ou consagrados), disto não há dúvidas. Mas vez ou outra me deparo com resenhas que parecem omitir pontos importantes da opinião do blogueiro sobre determinado livro. Comentários medidos demais e receio em criticar (o que vai contra a ideia de resenha, já que é para isto que serve, para criticar – positiva ou negativamente – alguma coisa) são exemplos de características que me fazem pensar que dada resenha não expõe a opinião de quem a escreveu com 100% de sinceridade. Algumas vezes, a impressão que dá é a de que a obra não agradou, mas ao invés de lermos opiniões sinceras (e justificadas), encontramos resenhas que tecem comentários positivos (ou imparciais) desacompanhados de argumentos e/ou justificativas, resultando em textos insossos que pouco nos dizem a respeito do livro em questão.

Por que isso acontece? Ou ainda, isso realmente acontece? Eu, pelo menos, penso que sim. Esse tipo de atitude teria relação com o receio de, ao criticar negativamente um livro, ter sua crítica estendida ao autor, questionando sua capacidade profissional? Existe mesmo essa extensão da crítica, sua compreensão distorcida (pelos autores e leitores) a ponto de transformá-la erroneamente em ofensa profissional e, até mesmo, pessoal?

São questões que requerem reflexão e que envolvem a maneira como uma resenha é percebida pelos diferentes públicos envolvidos em um blog – simples leitores, “leitores-blogueiros”, autores, editoras.
Eu acredito que este tipo de receio é real, assim como também existem as compreensões distorcidas das resenhas negativas. Mas acredito também que o principal objetivo de um blogueiro é expor sua opinião – com respeito e dando abertura a possíveis opiniões divergentes –, e esse objetivo não deveria jamais se perder no meio do caminho.

É por isso que, considerando toda essa situação e suas possíveis consequências (que podem ser várias, principalmente ligadas à relação que permeia as parcerias), realmente me dá gosto ler uma boa resenha que exponha opinião negativa bem argumentada. Porque, óbvio, uma coisa é certa: sempre haverá opiniões desfavoráveis. Se ainda não inventaram algo na vida que seja capaz de agradar a todo mundo, não vejo razão de achar que com a literatura seja diferente.

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

6 COMENTÁRIOS

  1. Eu particularmente gosto de ler resenhas que expõem uma opinião "balanceada" da obra qdo a mesma não agrada 100%.
    Acho importante que tanto os lados positivos qto os negativos sejam ressaltados.
    Assim, eu posso tirar minhas próprias conclusões. :)

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  2. Toda leitura tem seus pontos positivos e negativos, mas em algumas a história é tão boa e envolvente que os negativos acabam não interferindo em nada.
    Também acho que algumas resenhas de livros nacionais elogiam demais, ainda mais de autores iniciantes que ainda precisam lapidar muitas coisas na escrita. Eu, particularmente, evito fazer resenha do livro que é muito ruim. Já li vários que nunca citei no blog e nem citarei, pois sei que a minha resenha seria extremamente negativa. Eu só resenho quando gosto muito ou quando posso levantar tanto coisas boas quanto ruins.
    Nunca recebi livro de parceria e nem sei se quero, justamente porque você acaba ficando obrigado a falar do livro, seja ele bom ou ruim.

    beijos,
    Vivi
    Blog Livros da Vivi

    ResponderExcluir
  3. Isso realmente acontece, já que eu já vi pessoas que não gostaram do livro e escreveram resenhas completamente positivas. Por isso que evito pegar livros de parceria que não me atraia. :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    P.S: AMEI o seu layout.

    ResponderExcluir
  4. Eu concordo que isto acontece e muito. Já ocorreu de eu não gostar de um livro e ter de tecer graves críticas, e isto nos deixa um pouco tristes, mas... Quando o autor disponibiliza sua obra, ele não exige que só desfiemos seda pelo livro, mas sim que o critiquemos mesmo - lógico, sem ofender! Há uma boa diferença entre a crítica e a ofensa. Já vi muitos blogs que não sabem criticar; outros que só usam a crítica para ofender. O que falta é compromisso e desapego, pois uma crítica sincera, embora possa magoar, poderá fazer o autor melhorar significativamente suas próximas obras.

    ResponderExcluir
  5. Primeiro quero te parabenizar pelo post. Eu tenho percebido que as pessoas tem medo de estender sim, a critica ao autor. Poucos autores iniciantes foram bem instruídos para lançarem seus livros. E ainda tem essa questão de parcerias que tem seus pontos negativos porque você deixa de ter resenhas sinceras e só chovem resenhas positivas.
    As pessoas precisam entender que as criticas negativas só servem para melhorar a escrita do autor que pode (ou não) se policiar para não cometer os mesmos erros em obras futuras.

    http://leitoraincomum.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. concordo! inlcusive gosto sempre de ler as criticas negativas, pois elas trazem mais argumentos que as positivas (às vezes, claro, são apenas estupidez) mas o importante é que a resenha não tente abafar o que não gostou do livro.

    ResponderExcluir

Segue @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros