“O Cidadão Ilustre”: escritor mergulha na própria obra | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Telegramas, do Lucão  Livros recebidos em março  Resultado do sorteio: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

“O Cidadão Ilustre”: escritor mergulha na própria obra

Cinema argentino 11 de maio de 2017 Aline T.K.M. Nenhum comentário

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

O escritor – e o artista, em geral – não aceita o mundo em que vive, está sempre insatisfeito com ele. Por isso a necessidade de produzir sua arte e incorporá-la a este mundo, modificando-o de alguma maneira. As pessoas comuns, ao contrário, conseguem ser felizes em seu próprio mundo. Às vezes isso é bom, às vezes não.

O Cidadão Ilustre, comédia dramática dos argentinos Gastón Duprat e Mariano Cohn, acaba de estrear nos cinemas e traz um protagonista interessante e singular. Aliás, é dele o raciocínio do parágrafo acima.

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

Daniel Mantovani é um escritor mundialmente reconhecido, ganhador do Prêmio Nobel. Recluso, arrogante e com língua sempre afiada, ele contraria seus hábitos e decide aceitar um convite para receber o título de Cidadão Ilustre de Salas, a cidadezinha onde ele nasceu, na Argentina. Cidade que, aliás, sempre foi ambientação para seus livros, e seus habitantes, personagens de histórias com tom crítico e pejorativo. Radicado na Europa, esta é a primeira vez que ele retorna ao seu país natal desde que o deixou, há 40 anos.

Situações inesperadas, porém, mostram que aceitar esse convite pode não ter sido lá uma boa ideia...

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

No longo trajeto de Buenos Aires a Salas, Mantovani passa por alguns contratempos envolvendo um carro caindo aos pedaços e um acompanhante lerdo, obrigando-o a passar a noite em plena estrada. Um pequeno aperitivo do que está por vir.

Recebido calorosamente, o escritor afrouxa um pouco seus limites pessoais e permite fotos, abraços e até chega a autografar um exemplar de seu último livro, atitudes que normalmente não teria. Mas a amabilidade começa a se esvair, revelando reações hostis por parte de seus anfitriões.

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

A bem da verdade, por ter alcançado o sucesso denegrindo a cidadezinha e seus moradores em seus livros, muitos em Salas nunca simpatizaram com o escritor. E sua presença ali contribui para inflamar ainda mais os ânimos de alguns.

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

O jeito ácido e petulante de Daniel Mantovani – brilhantemente interpretado por Oscar Martínez – contrasta com o extremo provincianismo e patriotismo de Salas. Desde o passeio pela cidade no carro dos bombeiros, com direito à companhia da miss da cidade, até o sofrível concurso de pintura do qual foi convidado para ser um dos jurados, o famoso escritor passa por poucas e boas.

Além disso, há o reencontro com um amigo de juventude que acabou se casando com sua ex-namorada – a interação com sua família também será fonte de conflitos para Mantovani.

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

Sou suspeitíssima para falar, porque adoro o cinema argentino – sempre me surpreendo e aqui não foi diferente! Com humor e reflexão, o filme traz aquele tipo delicioso de trama em que realidade e ficção se entrelaçam, deixando o espectador matutando por um bom tempo após deixar a poltrona.

A obra – e o passado – confronta o escritor que, literalmente, mergulha em sua própria literatura. Quando a atmosfera se intensifica, a sátira toma ares de thriller, e chegamos mesmo a temer por nosso nada simpático protagonista que carrega no currículo um Nobel de Literatura – o primeiro de seu país, aliás, trazendo a questão do ressentimento e frustração por Jorge Luis Borges nunca ter sido premiado, apesar de se candidatar por 30 anos consecutivos.

Filme argentino O Cidadão Ilustre estreia no cinema e traz um escritor que retorna à sua cidade natal

O Cidadão Ilustre tem uma comédia que perturba enquanto faz sorrir – a insistência do riso sempre revela algum incômodo, não? Ao contrário de seus personagens, Mantovani, há 40 anos, conseguiu sair de Salas. Mas, mesmo depois de tanto tempo, o descontentamento com aquele mundo – seu mundo, de alguma forma – nunca o deixou. Talvez, a infelicidade e a insatisfação sejam mesmo o principal impulso da criação artística, afinal.

TRAILER E SINOPSE


Daniel Mantovani (Oscar Martínez), um escritor argentino e vencedor do Prêmio Nobel, radicado há 40 anos na Europa, volta à sua terra natal, ao povoado onde nasceu e que inspirou a maioria de seus livros, para receber o título de Cidadão Ilustre da cidade – um dos únicos prêmios que aceitou receber. No entanto, sua ilustre visita desencadeará uma série de situações complicadas entre ele e o povo local, ainda mais por ter usado pessoas reais como personagens dos seus romances.

O Cidadão Ilustre foi o filme mais assistido na Argentina em 2016 e ganhou o Goya de Melhor Filme Ibero-Americano. Oscar Martínez ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Veneza.



O Cidadão Ilustre (El Ciudadano Ilustre) – 118 min.
Argentina / Espanha – 2016
Direção: Gastón Duprat e Mariano Cohn
Roteiro: Andrés Duprat
Elenco: Oscar Martínez, Dady Brieva, Andrea Frigerio, Belén Chavanne, Nora Navas, Marcelo D’Andrea

Estreia: 11 de maio

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

Nenhum comentário

Segue lá no Instagram!

Parceiros