Livro + filme: Norwegian Wood | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Sopa de Lágrimas, de Gilbert Hernandez  3 hábitos musicais de hoje e da minha adolescência  My Little Pony – O Filme: 4 motivos para assistir
Leituras de abril

Livro + filme: Norwegian Wood

Haruki Murakami 14 de janeiro de 2016 Aline T.K.M. 4 COMENTÁRIOS


Como falar de um livro que não li e de um filme que não vi? Eis o dilema de hoje.

O livro é Norwegian Wood, do Haruki Murakami, um dos autores que já mora na minha lista de favoritos – dele, li a trilogia 1Q84 e o memorável Minha Querida Sputnik. Na minha wishlist e desejado loucamente há mais de ano, o livro só não foi parar na minha estante ainda porque tenho dois outros livros do Murakami esperando para serem lidos. Não faz sentido ter mais um para aumentar a fila – mentira, faz sentido, sim... Ahhhh, como eu quero esse livro!

Já o filme se chama Como na Canção dos Beatles: Norwegian Wood. Do vietnamita Tran Anh Hung, a adaptação não chegou a ganhar críticas entusiasmadas; os comentários, na verdade, foram bem desanimadores na época em que foi lançado por aqui, em 2014. Ao menos a estética foi elogiada. E, como vocês já sabem, não vi o filme e foi por puro azar ou falta de oportunidade, entendam como quiserem. Só lembro de tê-lo visto em cartaz no Caixa Belas Artes e por pouco tempo (até onde sei, pelo menos); acabei deixando passar e estou na vontade até hoje.

Comparado a O Apanhador no Campo de Centeio, Norwegian Wood (o livro) é um romance de formação ambientado na Tóquio da década de 60 e fala de juventude, sexo, dor, crescimento, amor, suicídio, desordem psicológica. Publicado pela primeira vez em 1987 e tomando emprestado o nome de uma música dos Beatles como título, o livro foi o primeiro grande sucesso de Murakami e o mais vendido do autor até hoje. E se vocês ainda não entenderam o motivo de eu estar assim tão louca por esse livro, deem um pulinho aqui nos 5 motivos para ler Haruki Murakami e vocês vão sacar por que quero ler absolutamente tudo que ele escreve!

Mas calma! Esperem um minutinho ou dois para ir lá para os 5 motivos. Antes, conheçam um pouquinho mais de Norwegian Wood, livro e filme:

LIVRO: Norwegian Wood, de Haruki Murakami, ed. Alfaguara
SINOPSE: Em 1968, Toru Watanabe acaba de chegar a Tóquio para estudar teatro na universidade, e mora em um alojamento estudantil só para homens. Solitário, dedica seu tempo a identificar e refletir sobre as peculiaridades dos colegas.

Um dia, Toru reencontra um rosto de seu passado: Naoko, antiga namorada de seu grande amigo de adolescência Kizuki antes deste cometer suicídio. Marcados por essa tragédia em comum, os dois se aproximam e constroem uma relação delicada onde a fragilidade psicológica de Naoko se torna cada vez mais visível até culminar com sua internação em um sanatório.

FILME: Como na Canção dos Beatles: Norwegian Wood (Noruwei No Mori, dirigido por Tran Anh Hung, Japão, 2010)



***************

Alguma alma aqui já leu e/ou viu o filme?? Vale a pena? (Quanto ao livro, não tenho dúvidas; sobre o filme eu gostaria mesmo de saber...)

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

4 COMENTÁRIOS

  1. Minha história com o Murakami começou exatamente com o filme, até então nunca tinha ouvido falar do escritor japonês...o que posso dizer é que gostei tanto do filme que o universo Murakamiano se tornou uma pequena obsessão, não li o Norwegian, também, mas já estou no quarto livro do autor, lendo no momento o Dance, dance, dance, que tem muitas similaridades com o 1Q84...resumindo: sinceramente o filme não merece as criticas negativas que recebeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Resposta com quase um ano de atraso, vergonha...) Então, estou cada vez mais querendo ver esse filme, na verdade preciso! Estou lendo o livro nesse momento e estou amando. Do Murakami já li 1Q84 - e confesso que, na época, tive uma certa frustração com o desfecho, mas me reconciliei com a trilogia logo em seguida rsrsrs. Daí li Minha Querida Sputnik e fiquei mais encantada ainda. Quero muito ler Dance, dance, dance.

      Excluir
  2. acabei de ler o livro. o filme eu vi no canal max da hbo. os dois são bons, recomendados para pessoas sensíveis e contemplativas como eu. a grande maioria vai achar tudo [filme e livro] 'meio parado' ou 'arrastado', mas eu gosto assim. filme de ação me dá sono, livro trepidante me dá tontura. comprei o filme no youtube e estou revendo sem parar, tamanha paixão pelas imagens poderosas de tran anh hung. e o livro é simplesmente obrigatório para quem já foi um adolescente melancólico um dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso EXATAMENTE como você! Pensava que era a única pessoa na face da Terra a dormir em filme de ação hahha. Ainda não vi esse filme, mas olha, já sei que vou amar quando conseguir vê-lo. Ah, neste exato momento estou lendo Norwegian Wood!

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros