Livrarias por aí: Cusco, Peru | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Leituras mais recentes – parte 1: thrillers e Meus 15 Anos  3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta
Leituras de abril

Livrarias por aí: Cusco, Peru

Cusco 21 de maio de 2014 Aline T.K.M. 4 COMENTÁRIOS


Entre o fim de abril e o início de maio estive em Cusco, Peru, em uma excursão cujo objetivo principal era conhecer Machu Picchu e outros locais importantes e sagrados relativos aos povos incas.

Situada na região dos Andes, Cusco foi a capital do império Inca; em 1983, foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Como não podia deixar de ser, procurei por livrarias próximas à região central de Cusco – o tempo livre na cidade não era muito, então preferi lugares mais próximos de onde estava. No entanto, a verdade é que quase não há livrarias na cidade... Eis o que encontrei por lá:
LIBRERÍA INTERNACIONAL SBS


Única livraria “de verdade” que encontrei, a SBS disponibiliza livros de categorias e em idiomas diversos (principalmente em inglês e, claro, espanhol). Apesar de relativamente pequena a loja tinha livros de turismo, literatura, infantis, de gastronomia, além de alguns artigos de papelaria.




O que mais me chamou a atenção foi uma pequena seção exclusiva de autores latino-americanos, e outra só com autores peruanos. Como curto bastante a literatura dos nossos hermanos latinos, passei um bom tempo olhando atentamente as prateleiras dessas seções. Acabei comprando dois livros – só dois, pois o preço não era nada camarada.



E quase tive um grande prejuízo: no calor do momento – escolhendo livros, tirando fotos – larguei meu celular sobre uma das prateleiras. Bem depois, na rua, quando fui pegar o telefone para tirar uma foto... Cadê??? E toca voltar correndo para a livraria para recuperá-lo; por sorte ainda estava lá! Enfim, esse tipo de coisa acontece comigo com alguma frequência...

BARRAQUINHA
Tirando a SBS, só vi um ou outro lugar que vendia livros, mas que não chegava a ser uma livraria. Sendo que a maior parte dos livros que vi à venda era de turismo, sobre a cultura e atrações locais, muitos deles em inglês – uma coisa mais voltada para os turistas gringos mesmo.



Essa barraquinha parecia meio que um sebo em miniatura. Dá para notar uns livros de literatura perdidos aí no meio de tantos livros turísticos. Reparem no exemplar surradinho de Cem Anos de Solidão! (Só agora me questiono por que é que não o comprei, afinal há tempos gostaria de adquirir uma edição em espanhol de um dos meus livros favoritos da vida...)

GIFT SHOPS (COM UNS LIVROS PERDIDOS NO MEIO)


Em Cusco também é possível encontrar – uns poucos – livros em algumas lojas de suvenires. Neste caso, só livros de turismo e cultura local mesmo. Raramente, e com sorte, dá para achar algum livro que saia do tema turismo/gastronomia/cultura, mas é difícil.



Marcadores encontrei quase de monte! Só não me esbaldei porque eles não eram muito baratos. Notem que são artesanais, feitos com um tipo de courinho, muito bonitinhos.



CAFÉ COM LIVROS (DE ENFEITE)


Na avenida do hotel (Av. El Sol) havia esse café gracioso chamado La Valeriana. Poltronas antigas dividiam o espaço aconchegante com um balcão lotado de tentações – cupcakes, bolos e tortas dos mais variados tipos, croissants de chocolate, cookies e alfajores caseiros,... –, além de um menu com cafés, chás, e outras comidinhas.



E, tímida em um cantinho, uma estante com alguns livros! Fui logo me instalar ali ao lado, mas qual a minha surpresa ao perceber que praticamente todos os livros eram sobre medicina. Medicina. Ou seja, estavam ali só para enfeitar, mesmo. Mas olha só, achei uns livrinhos de poesia largados lá no meio daquelas enciclopédias médicas!




Minha peregrinação literária em Cusco foi breve, e só não foi frustrante porque os dois livros que comprei fizeram minha alegria. Mas, também, vi coisas tão incríveis durante a viagem que foram poucos os momentos em que pensei nos livros nesses meus dias cusqueños – me julguem, mas é verdade.

Para finalizar, uma curiosidade: Cusco não possui uma sala de cinema sequer! O que existem são alguns bares/clubes que também projetam filmes, mas nenhum cinema “convencional”.

Em tempo: para os curiosos e curiosas de plantão, mostrarei minhas aquisições da viagem (não só os livros, mas algumas outras coisinhas também!) no próximo (Pseudo) Caixa do Correio...

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Aline! :)
    Poxa, poucas livrarias? Como assim??
    Ah, mas deve ser ótimo viajar e explorar novos horizontes. Espero um dia poder conhecer outras culturas. Ainda não saí do Brasil.

    AHHHH... Eu preciso ler "Cem Anos de Solidão"! Já me recomendaram e eu venho adiando... adiando... Lembrei agora que tem um exemplar na biblioteca.

    Não sabia que Cusco não tinha um cinema sequer. O que eu gosto no seu blog é que você sempre nos presenteia alguma novidade. <3

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, lê sim Cem Anos de Solidão!!! É um dos melhores livros da minha vida e pretendo relê-lo assim que possível. É uma leitura inesquecível, você vai ver!
      Ah, obrigada pelo elogio, fiquei superfeliz! Beijo.

      Excluir
  2. Tenho uma amiga que recentemente também foi para o Peru e ficou decepcionada com a falta de livrarias no local e o preço também não era agradável.
    Mas com ou sem livraria, tenho certeza que seu passeio foi ótimo ;)


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, achei que por ser uma cidade mais histórica eu fosse encontrar vários lugares com livros e coisa e tal, mas não. Com certeza, foi uma viagem e tanto, amei cada lugar que visitei!! =) Beijoka!

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros