Em cartaz: dezembro com adaptações para ninguém perder | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Leituras mais recentes – parte 1: thrillers e Meus 15 Anos  3 motivos para ver Descendentes 2, o novo filme do Disney Channel  Resenha: Civilizações – A Fonte: dois mundos, uma jornada, de Wallace Horta
Leituras de abril

Em cartaz: dezembro com adaptações para ninguém perder

Abdellatif Kechiche 11 de dezembro de 2013 Aline T.K.M. 13 COMENTÁRIOS

Por enquanto, só pude conferir Azul é a cor mais quente; aliás, a beleza do filme e a maneira como retrata o amor, simples e intenso, foram a motivação para este post.

Mas, óbvio, pretendo conferir as outras duas adaptações que listo abaixo. Curiosidade a mil, embora receosa por Carrie, a estranha: sou fã da adaptação de 1976, do Brian De Palma, e não sei bem o que esperar dessa nova.

AZUL É A COR MAIS QUENTE
La Vie d’Adèle – Chapitres 1 et 2, de Abdellatif Kechiche, França.

Baseado na HQ Azul é a cor mais quente, de Julie Maroh, ed. Martins Fontes (selo Martins).

SINOPSE DO FILME: Adèle é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma, sua primeira paixão por outra mulher. Sua vida muda para sempre desde então, conhecendo novos desejos e se conhecendo como mulher e adulta. Diante disso, Adèle cresce, procura-se, perde-se, encontra-se... Classificação etária: 18 anos.
Leia a resenha do filme no blog Cartaz da Cultura.



http://youtu.be/EM3pwirLR5k


TREM NOTURNO PARA LISBOA
Night Train to Lisbon, de Bille August, EUA/Suíça/Alemanha.

Baseado no best-seller Trem Noturno Para Lisboa, de Pascal Mercier, ed. Record.

SINOPSE DO FILME: Raimund Gregorius, afetuosamente chamado de ‘Mundus’ por seus alunos, é um professor de latim do ensino médio e um especialista em línguas antigas. Sua vida é transformada depois de um encontro misterioso com uma jovem portuguesa na antiga ponte de Kirchenfeld, na bela cidade suíça de Berna, que ele consegue impedir que salte para a morte nas águas geladas do rio. Raimund fica intrigado, mas a mulher desaparece, deixando seu casaco para trás. Dentro de um bolso, ele descobre um livro de um médico português chamado Amadeu de Prado, com uma passagem de trem no miolo. Ele decide usá-la espontaneamente, partindo para uma jornada de aventura em Lisboa.
Leia a resenha do filme no blog Cartaz da Cultura.



http://youtu.be/b_HIgOVGMG0


CARRIE, A ESTRANHA
Carrie, de Kimberly Peirce, EUA.

Baseado no livro Carrie, a estranha, de Stephen King.

SINOPSE DO FILME: Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine, destruída pela jovem Carietta White. Nos anos anteriores à tragédia, a adolescente foi oprimida pela sua mãe, Margaret, uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência, nem seu comportamento. Aos poucos, ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam durante sua festa de formatura, quando os jovens mais populares da escola humilham Carrie diante de todos.



http://youtu.be/sA4_7Df_R54

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

13 COMENTÁRIOS

  1. Adorei as indicações de adaptações!!! Hoje mesmo vou assistir "Trem Noturno para Lisboa" (achei o cartei maravilhoso)! O segundo será, com certeza, "Azul é a cor mais quente", já ouvi bons comentários e fiquei curiosa! Já Carrie, ainda não sei... como já vi várias vezes a versão original, não estou tão curiosa para ver a readaptação por enquanto...
    Bjos
    Débora
    Introducing you a Book

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que eu estava muito mais curiosa com relação ao Carrie na época da produção do filme, quando soube do remake, e até mesmo nos meses que antecederam a estreia. Dei uma bela broxada ultimamente e nem sei se vou vê-lo tão logo. Mas Azul é a Cor Mais Quente eu recomendo muito, o filme é lindo.

      Excluir
  2. ESTOU LOUCA PRA VER AZUL É A COR MAIS QUENTE!!!!!!! Acho que é o filme que eu mais esperei esse ano desde The Great Gatsby! Pretendo ver semana que vem, se Deus quiser.
    Não conhecia esse Trem Noturno Para Lisboa, mas parece ser interessantíssimo, então também vai pra minha watchlist. Agora, Carrie é um que eu não tenho a mínima vontade ver... Primeiro porque não gosto da história e segundo porque não gosto da Chloe.
    Mas Dezembro tá de parabéns só de ter Azul é a Cor Mais Quente!

    Bjs! http://nasquartasusamosrosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é bonito demais, tocante demais! Agora estou louca pela HQ, mas quero a edição francesa - tá difícil de encontrar, se demorar muito acho que comprarei a brasileira mesmo.
      Não gosta da Chloe?? Sabe que eu gosto dela, gostei dos filmes anteriores, mas não sei muito o que esperar de Carrie.

      Excluir
  3. Gente, também não posso perder!
    Espero que sejam boas mesmo
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Os dois primeiros filmes são ótimos, valem muito a pena ir ao cinema! E o Livro Lab cada vez melhor! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Tiago, que honra!!! Pois é, amei Azul, e agora quero conferir Trem Noturno o quanto antes.

      Excluir
  5. Oi Aline, tudo bem?

    Esse primeiro filme, Azul é a cor mais quente está dando o que falar, não é? Dizem que ele promete. Eu não conhecia esse "Trem noturno para Lisboa" e UAU o filme parece ser ótimo, esse eu quero, sem dúvidas, ver.

    Beijos

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, todo mundo está falando de Azul, e não sem motivos: foi o melhor filme que vi este ano, sem sombra de dúvidas. Conseguiu emocionar e fazer refletir.

      Excluir
  6. Azul é a cor mais quente está dando o que falar. Francês é francês, apenas.

    Beijinhos.
    http://www.intheskyblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi,

    bem legais os filmes! Estou louca para ver CARRIE, A ESTRANHA, mas o filme nunca estreia na roça da minha cidade! ;C

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Azul é a cor mais quente é bem polêmico por ter cenas explícitas reais de lesbianismo. Queria assistir mas amiga minha disse que dormiu no meio das 3 horas do filme. Bem diferente se esse filme ganhar o Oscar como tem se desenhado.
    Carrie quero ver só depois que eu ler o livro, pois comparar com o clássico filme é injusto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, são 3 horas de filme. Mas eu não achei maçante em nenhum momento. E as cenas são bem reais e são muito bonitas, não achei que houve vulgaridade.
      Ainda não tenho planos de ver Carrie, tenho curiosidade, mas posso esperar um pouco hahaha.

      Excluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros