Alice no País das Maravilhas / Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá [Lewis Carroll] | Livro Lab
Últimos vídeos    |  Se inscreva no canal
Resenha: Sopa de Lágrimas, de Gilbert Hernandez  3 hábitos musicais de hoje e da minha adolescência  My Little Pony – O Filme: 4 motivos para assistir
Leituras de abril

Alice no País das Maravilhas / Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá [Lewis Carroll]

Fantasia 15 de abril de 2010 Aline T.K.M. 17 COMENTÁRIOS

Apesar de ter considerado Alice no País das Maravilhas (Walt Disney) como um dos meus filmes preferidos quando criança (e até hoje sigo gostando!), nunca havia lido a obra original de Lewis Carroll. E agora que a li, posso dizer que me causou um impacto bastante positivo.

Neste livro, na verdade, estão as duas histórias protagonizadas por Alice: Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá. Nonsense e surreal são duas palavras que, de fato, definem a obra. Vemos em Alice uma menina corajosa, inteligente e racional, a quem as coisas mais fantásticas simplesmente vão acontecendo, sem muita lógica nem explicação. Uma atmosfera que flutua entre sonho e realidade é uma característica sempre presente. Embora alguns personagens sejam mais “fixos” e estejam presentes no decorrer da história, muitos outros personagens surgem e desaparecem de forma veloz, porém sempre com algo a ser dito – quer seja entendido ou não.

Para quem não conhece, em Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá, Alice atravessa para o outro lado do espelho e lá encontra um mundo diferente, com muitos conceitos invertidos e acontecimentos imprevisíveis, tendo como tema o jogo de xadrez. Já no conhecido Aventuras de Alice no País das Maravilhas, Alice cai em uma toca de coelho e é transportada para um mundo fantástico, repleto de personagens inusitados. O livro não é de todo igual à história contada no famoso desenho da Disney. Alguns trechos e diálogos não estão no filme, além de outros detalhes, por exemplo, o conceito de desaniversário, que no livro só aparece na história “Através do Espelho...”.

Trecho de Aventuras de Alice no País das Maravilhas:

“Tome mais um pouco de chá”, a Lebre de Março disse a Alice, de maneira muito sincera.
“Como ainda não tomei nenhum”, Alice respondeu num tom ofendido, “não posso tomar mais.”
“Você quer dizer que não pode tomar menos”, falou o Chapeleiro; “é muito fácil tomar mais do que nada.”

Trecho de Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá:
“Gostaria de comprar um ovo, por gentileza”, disse timidamente. “Como os vende?”
“Cinco pence por um... Dois pence por dois”, a Ovelha respondeu.
“Então dois custam menos que um?” perguntou Alice surpresa, pegando a bolsa.
“Só que, se comprar dois, tem de comê-los”, disse a Ovelha.
“Nesse caso, quero um, por favor”, disse Alice, pondo o dinheiro no balcão. Pois pensou consigo mesma: “Os dois não devem ser grande coisa.”
(...)
Assim foi ela, espantando-se mais e mais a cada passo, pois todas as coisas viravam árvore tão logo as alcançava, e ela estava certa de que o ovo faria o mesmo.

O livro diverte. A cada capítulo a curiosidade se faz mais e mais presente, já que é totalmente impossível prever que personagem estranho aparecerá e o que acontecerá a seguir. Apesar de ser classificado como infanto-juvenil (e em várias passagens ser bem evidente o lado infantil), não é de todo um livro só para crianças. A obra traz em si alguns simbolismos e pode ser interpretada de diversas maneiras. Diversas passagens sugerem a existência de referências e conceitos matemáticos (Lewis Carroll, além de escritor, foi também matemático). Trocadilhos e referências da época também estão presentes, porém são praticamente impossíveis de serem entendidos hoje em dia, além de só fazer sentido na língua inglesa. Se tiver interesse em saber mais (principalmente sobre as tais referências matemáticas), visite a página da obra na Wikipédia.

Esta edição da Editora Zahar é realmente obrigatória de se ter na estante. Além de ter as duas histórias – clássicos da literatura –, traz os textos na íntegra e ilustrações originais de John Tenniel.

Outra edição que também merece destaque é a da Cosac Naify (lançada em outubro de 2009). Contém somente a história Alice no País das Maravilhas, texto integral com tradução de Nicolau Sevcenko. O grande charme desta edição da Cosac Naify são as ilustrações, feitas por Luiz Zerbini (artista plástico paulista), que nos mostram cenários feitos de cartas de baralho com recortes que revelam os personagens, tudo feito em forma de maquete e fotografado com iluminação teatral. Lindo! Agora só falta esperar mais um pouquinho para conferir no cinema a fantástica produção de Tim Burton + Walt Disney. Como admiradora de Tim Burton e fã incondicional de tudo o que é Disney, mal posso esperar!

Título: Alice – Aventuras de Alice no País das Maravilhas / Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá
Autor(a): Lewis Carroll
Ano da obra: Aventuras de Alice no País das Maravilhas – 1865 / Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá – 1872

*Imagens das ilustrações: blog Cosac Naify

Aline T.K.M.
Criou o Livro Lab há 7 anos e blogar é uma das coisas que mais ama fazer, além do teatro, da dança e dos mais variados tipos de expressões artísticas. Tem paixão por viajar e conhecer outras culturas. Ah, e ama ler em francês!

 

Você também vai  

17 COMENTÁRIOS

  1. Oii!!
    Adoro Alice.. mas só li o do Pais nas Maravilhas! ;)
    suhauhsauhhas

    ADOREI O POST!!
    Bjon

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline,
    tenho um selinho aqui p/ vc!
    http://wishingabook.blogspot.com/2010/04/selinho-ganhado-eh-selinho.html

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline
    tem selinho pra vc lá no meu blog
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. oi esqueci de avisar ontem mais tem selinho para vc lá no meu bog

    ResponderExcluir
  5. Oii Aline!
    Eu queroo muitoo ler esse livro!
    E ver o filme tb! auhauahuhauah :D
    Sua resenha ficou muiotoo boa! ^^ :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oie Aline.
    Alice nunca foi um dos meus contos favoritos, e eu nem gostei muito do filme, esperava muito mais pra falar a verdade. :S Mas se arrumar um lugar na minha lista, poderei ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Poxa que legal esse post.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Vocês já viram a versão para Ipad do livro?

    Esse blog fez um post, tem o video também:
    http://renantubeda.wordpress.com/2010/04/20/alice-no-pais-das-maravilhas-para-ipad/

    Sensacional.

    ResponderExcluir
  9. OBRIGADA AMIGA. eU ATÉ JÁ TINHA PASSADO POR AQUI. MAS NÃO LIGUEI AS COISAS. MUITO OBRIGADA
    SANDRA
    FICOU LEGAL..

    ResponderExcluir
  10. pow vlw mesmo pelo post.
    parabéns por entender tanto sobre alice...
    pow é mto psychodelic.
    se vc ler mais de uma vez vc vai entender coisas diferentes.
    é mto bom msmo

    ResponderExcluir
  11. Adoro Alice no país das maravilhas e Alice no país dos espelhos. Já os li e achei o máximo! Também era o meu filme predileto quando criança mesmo eu não entendendo nada... ahaha ;D

    ResponderExcluir
  12. olá, sou nova no Blog, quando der visite ele: www.guiadaleituraecia.blogspot.com,
    obrigada

    ResponderExcluir
  13. Li os dois, li uma edição única com as duas histórias e com comentários muito bem feitos por um dos maiores pesquisadores de Carroll, não lembro a editora...

    Lembro que os comentários explicavam muito bem cada por que das histórias era quase como ler quatro livros (os dois da Alice e dois outros cada um explicando cada inspiração do Carroll pra cada cena no livro).

    Depois vou comprar. =)
    ;*

    ResponderExcluir
  14. Ah já vi essa edição comentada, me pareceu muito interessante, mas na época acabei comprando a edição simples com as duas histórias. Um dia ainda leio a comentada!

    ResponderExcluir
  15. webmaster service seo optimize backlink service buy cheap backlinks

    ResponderExcluir
  16. Oi Aline, acabei de chegar por aqui. Adorei seu blog. Você leu ou está lendo livros que eu li ou quero ler, kkkk. Quanto a Alice, simplesmente AMO este livro, todas as partes - acho que poderia tatuar ele inteiro no meu corpo - meio bizarro? E é um livro que você nunca acaba de ler, por que sempre tem algo novo, que te toca de um jeito diferente, vc muda e o livro tb. E a edição do Nicolau Sevcenko é incrível, a começar por ter ele como tradutor. Bom, vou dar uma olhada em outros posts.
    ps: Seguindo vc, dá uma olhada no
    http://milkshakespeareandcompany.blogspot.com
    Abs.

    ResponderExcluir

Siga @aline_tkm lá no Instagram!

Parceiros